Notícias

Pesquisa desenvolve biocombustíveis eficientes e de baixo custo

Publicado em 29 dezembro 20 às 15:59 por admin

Tese de Cristiane Scaldaferri, premiada pela Capes, é tema do programa ‘Aqui tem ciência’, da UFMG Educativa

Cristiane desenvolveu processos e tecnologias de baixo custo para a produção de diesel verde e o bioquerosene de aviação
Cristiane desenvolveu processos e tecnologias de baixo custo para a produção de diesel verde e bioquerosene de aviação
Arquivo pessoal

Uma pesquisa realizada na UFMG contribui para o esforço mundial de redução do uso de combustíveis fósseis, como a gasolina, o carvão mineral e o gás natural. A queima desses produtos emite os chamados gases de efeito estufa, que favorecem o aumento da temperatura média do nosso planeta. O estudo de doutorado, realizado no Departamento de Química da UFMG, desenvolveu novas tecnologias de produção de biocombustíveis, compostos de matéria-prima renovável e capazes de substituir, ao menos em parte, os combustíveis fósseis.

A autora da pesquisa é Cristiane Almeida Scaldaferri, que foi orientada pela professora Vanya Marcia Duarte Pasa. Cristiane gerou processos de baixo custo para a fabricação de dois tipos de biocombustível: o diesel verde e o bioquerosene de aviação. “O maior desafio nessa área é produzir um biocombustível com qualidade análoga à dos combustíveis de origem fóssil e com preço competitivo com o do petróleo”, explica Cristiane. 

Uma das matérias-primas estudadas foi o líquido da casca da castanha de caju, subproduto do processamento da castanha. Também foram avaliados catalisadores nacionais, entre os quais o fosfato de nióbio, subproduto da mineração de nióbio. Segundo Cristiane Scaldaferri, testes indicaram que os produtos desenvolvidos em sua pesquisa têm eficiência idêntica à dos combustíveis fósseis. A tese de doutorado recebeu menção honrosa na edição de 2020 do Prêmio Capes de Teses e foi uma das vencedoras do Grande Prêmio de Teses da UFMG, neste ano.

Saiba mais sobre a pesquisa no novo episódio do Aqui tem ciência, programa da Rádio UFMG Educativa.

47. Pesquisa desenvolve biocombustíveis eficientes e de baixo custo

por Aqui tem ciência

Raio-x da pesquisa

Título original: Síntese de bio-hidrocarbonetos via catálise heterogênea para a produção de bioquerosene de aviação e diesel verde
O que é: Tese de doutorado que desenvolveu novas tecnologias de produção de biocombustíveis
Nome da pesquisadora: Cristiane Almeida Scaldaferri
Ano da defesa: 2019
Programa de pós-graduação: Química, do Instituto de Ciências Exatas da UFMG
Orientadora: Vanya Marcia Duarte Pasa
Financiamento: CNPq, Capes e Programa de Formação de Recursos Humanos da Agência Nacional do Petróleo (ANP)
Leia a tese, na íntegra.

O episódio 47 do programa Aqui tem ciência tem produção, edição e apresentação de Tiago de Holanda. Os trabalhos técnicos são de Cláudio Zazá.

O programa é uma pílula radiofônica sobre estudos da UFMG e abrange todas as áreas do conhecimento. A cada semana, a equipe da Rádio UFMG Educativa apresenta os resultados do trabalho de um pesquisador da Universidade.

Aqui tem ciência pode ser ouvido em aplicativos de podcast como o Spotify e vai ao ar na frequência 104,5 FM, às segundas, às 11h, com reprises às quartas, às 14h30, e às sextas, às 20h.