Projetos

Doença de Chagas: novos testes medicinais

Este projeto recebeu apoio do Deputado Patrus Ananias, através da Emenda Individual nº 14080008 na LOA 2020

Pesquisa em andamento para a decodificação do Trypanosoma cruzi, agente causador da Doença de Chagas. 

A Doença de Chagas é uma doença com grande impacto social e considerada negligenciada pela Organização Mundial da Saúde. No Brasil, mais de 1.500.000 pessoas são acometidas por essa doença que é um grave problema social e econômico, uma vez que é uma doença debilitante. Atualmente, existem dois medicamentos aprovados para o tratamento de pacientes chagásicos: nifurtimox e benznidazol; entretanto, dados clínicos e laboratoriais mostram fortes evidências de que essas duas drogas são efetivas contra o Trypanosoma cruzi (agente causador da doença de Chagas) apenas durante a fase aguda da doença. Dados recentes mostram que a baixa eficiência do tratamento durante a fase crônica da doença está relacionada com o fato do T. cruzi entrar em um estado de dormência em que a célula se mantém viva, mas não é capaz de multiplicar.

O ponto importante nesse projeto de pesquisa é que o grupo foi capaz de obter o Trypanosoma cruzi dormente em grandes quantidades e acessível para testes laboratoriais tanto na forma que infecta os seres humanos quanto na forma que cresce nos barbeiros (vetores que transmitem a doença). Já foi comprovado que a forma dormente obtida é capaz de infectar células humanas em cultivo e que permanecem nessa célula sem multiplicar por mais de um mês, e, além disso, que somos capazes de gerar células dormentes que são capazes de voltar a multiplicar e outras células dormentes que perdem a capacidade de voltar a multiplicar, mas que permanecem vivas. Com estes parasitos, pretende-se gerar uma plataforma para testes de medicamentos que tenham como alvo as formas dormentes do parasito.

Título Uma nova plataforma para testes de medicamentos para Doença de Chagas
Coordenação Prof. Carlos Renato Machado
Estágio de desenvolvimento Inicial