Medalha de Honra 2003

Affonso Romano de Santa'nna - Escritor

Indicação: Faculdade de Letras

AFFONSE ROMANO DE SANTA'NNA, natural de Belo Horizonte, MG, graduou-se em Letras Neolatinas, em 1961, na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da UMG - hoje, Faculdade de Letras da UFMG. É poeta, cronista, jornalista e professor. Criado em Juiz de Fora, teve uma infância de menino pobre, trabalhando, desde muito cedo, para pagar seus estudos. Participou em movimentos políticos e sociais que marcaram o País. Em 1968, foi aos Estados Unidos onde, durante dois anos, integrou como bolsista o International Writing Program, na cidade de Iowa, dedicado a jovens escritores de todo o mundo. Apresentou, na UFMG, em 1969, sua tese de Doutorado: Drummond, o poeta gauche, no tempo e espaço, que, publicada em 1972, lhe garantiu importantes prêmios no universo literário brasileiro - tais como o Prêmio Mário de Andrade e o Prêmio União Brasileira de Escritores, entre outros. Como poeta e cronista, foi considerado pela revista Imprensa, em 1990, um dos dez jornalistas brasileiros formadores de opinião. Nesse mesmo ano, foi nomeado Presidente da Fundação Biblioteca Nacional, cargo que ocupou até 1996. Informatizou essa Biblioteca, criou o Sistema Nacional de Bibliotecas, reunindo 3.000 instituições, e o Programa de Promoção da Leitura - PROLER, que contou com mais de 30.000 voluntários, em 300 municípios brasileiros. Presidiu o Conselho do Centro Regional para o Fomento do Livro na América-Latina e no Caribe - CERLAC, entre 1993 e 1995. Foi, também, o Secretário Geral da Associação das Bibliotecas Nacionais Ibero-Americanas, de 1993 a 1996. Atuou como professor na UFMG, na PUC-RJ e na UFRJ, bem como na Universidade da Califórnia, EUA; na Universidade de Colônia, Alemanha; Universidade do Texas, EUA; e na Universidade Aix-en-Provence, França. Participou, ainda, de vários congressos e conferências internacionais. Assumiu, no Jornal do Brasil, a coluna anteriormente escrita por Carlos Drummond de Andrade - o que viria a confirmar a opinião de que seria o sucessor do poeta. Escreveu crônicas para O Globo, e participou de programas da TV Globo, onde criou um novo gênero, algo entre a literatura e o jornalismo. Atualmente, escreve colunas aos sábados para O Globo, no caderno "Prosa e Verso", e para outros diários do País. Sua obra, vastíssima, abrange poesia, crônica, ensaios e prosa.

© 2007, Copi/UFMG. Av. Antônio Carlos, 6627 - Reitoria, sala 4022 - Pampulha - Belo Horizonte/MG
31270-901 Tel: +55 (31) 3409.5555 // sempreufmg@copi.ufmg.br