Cultura UFMG

Erro
  • JFolder::delete: Could not delete folder

Festival de Inverno abre inscrições para residências artísticas e oficinas

altFestival de Inverno abre inscrições para residências artísticas e oficinas

 


O 50º Festival de Inverno da UFMG, que será realizado de 20 a 28 de julho, no campus Pampulha e no Conservatório UFMG, abriu inscrições para residências artísticas e oficinas. A programação do evento, toda gratuita, inclui ainda conferências, colóquio e atividades de arte e cultura. 
 
As inscrições seguem até 20 de julho, no site do Festival, que também informa sobre toda a programação. 
 
Organizado pela Diretoria de Ação Cultural, o Festival de Inverno tem como tema nesta edição CoExistência: um, dois, Nós. A ideia é promover a criação artística como ação transformadora e geradora de conhecimento do indivíduo sobre a relação consigo mesmo, com o próximo e com o espaço e as pessoas em volta. Uma das novidades neste ano é o maior investimento nas residências artísticas, que proporcionarão imersão radical no processo criativo e performático, com atividades durante sete horas diárias, ao longo de oito dias. 
 
O diretor artístico do Festival, professor Mauro Rodrigues, da Escola de Música, informa que a valorização das residências se deve ao sucesso das atividades em edições anteriores. Segundo ele, aumentar a oferta dessas atividades de longa duração é importante para criar o efeito de imersão em uma cidade grande como Belo Horizonte. “Criamos condições para que as pessoas experimentem um encontro mais profundo consigo mesmas e, a partir daí, alcancem relação mais justa com o mundo”, explica.
 
Interdisciplinaridade
 
As residências vão cobrir manifestações diversas, como música, dança, teatro, cinema, som e artes. Seis das oito atividades são interdisciplinares. Estas são as residências: Residência artística na intersecção entre dança e música – Mover e som (Dudude Herrmann); Ateliê de música – Interdisciplinaridade com dança (Benjamim Taubkin); Memórias inventadas: um laboratório teatral sobre a improvisação estruturada, a partir de textos de Manoel de Barros (François Kahn); Processos de criação & pesquisa de materiais (Jorge Fonseca); Ver é uma fábula (Cao Guimarães); Som e improvisação: limites e interseções (O Grivo); ComunicaAção: relatos sobre o 50º Festival de Inverno da UFMG (Francisco Valdean) e SONAR – Sons do Festival (Fernando Braga Campos [Bozo]).
 
O festival ainda oferece oficinas para grupos de todas as idades, em sessões de quatro horas, durante cinco dias. Era uma vez – Brincando com as histórias (Alessandra Visentin) e Brincando de fazer brinquedos (Agnaldo Pinho) são opções para o público infantil. Para os jovens, foi idealizada a oficina O pulso e o fluxo (Kristoff Silva). Para pessoas da terceira idade, é oferecida especialmente Um encontro com a arte (Gil Amancio).
 
As sinopses de todas as atividades estão disponíveis no site do Festival www.ufmg.br/festivaldeinverno e nas redes sociais (veja Serviço), que também contêm informações gerais sobre a o restante da programação.  
 
Serviço
50º Festival de Inverno da UFMG
20 a 28 de julho de 2018
Inscrições (gratuitas): até 20 de julho
Campus Pampulha e Conservatório UFMG (Avenida Afonso Pena, 1.534, Centro)
Informações e inscrições: www.ufmg.br/festivaldeinverno
Você está aqui: Home