Café Intercultural promove Sarau multicultural

Destacado

Acontece no dia 12 de março de 2021, às 17h (Brasília), um Sarau Multicultural – evento cultural no qual as pessoas podem se expressar e se manifestar artisticamente, com o objetivo de compartilhar experiências culturais e proporcionar um momento de interação e descontração para os estudantes da UFMG e  internacionais.

Para isso, o setor de Acolhimento do DRI, convida todos vocês a participarem, com algum tipo de arte na qual você se expresse, seja com recital de poesia, tocando um instrumento, dançando, contando uma história, entre tantas outras atividades. Caso você seja uma pessoa tímida, não tem problema, você pode participar prestigiando a arte dos colegas.

Essa programação faz parte da edição virtual do Café Intercultural, promovida pelo Setor de Acolhimento da DRI, que integra o projeto de extensão universitária “O Mundo na UFMG: Internacionalização em Casa”, a fim de proporcionar a interação dos estudantes neste período de distanciamento social e aulas remotas na UFMG.

A transmissão será pela plataforma Zoom e para participar é necessário fazer a inscrição no link.

Contato: acolhimento@dri.ufmg.br

Café Intercultural promove palestra com dicas e estratégias para se preparar para o Edital Unificado

Destacado

Aconteceu, no dia 24 de fevereiro, às 18h30, a palestra intitulada “Dicas e estratégias para se preparar para o edital unificado”, apresentada pelo estudante João Victor Pessoa Rocha, aluno do curso de Letras da UFMG e ex-bolsista da DRI. O evento foi promovido pela edição virtual do Café Intercultural, organizado pela servidora Elaine Parreiras, responsável pelo Setor de Acolhimento da DRI, e contou com um grande quórum de estudantes interessados nas oportunidades de mobilidade estudantil promovidas pela diretoria.

Na ocasião, João iniciou com uma retrospectiva sobre os editais unificados gerenciados pela DRI, centrando sua fala em dicas que podem ajudar os estudantes na conquista da vaga de mobilidade. De um modo geral, ele chamou a atenção dos ouvintes para a importância de se ler, por completo, o Edital da edição do programa para a qual o candidato irá se inscrever, observando os requisitos de inscrição, bem como as diferentes fases propostas para a seleção. Além disso, pontuou a importância de conhecer os editais anteriores, a partir dos quais os interessados pela mobilidade podem tomar como base os critérios de avaliação.

O estudante e ex-bolsista da DRI comentou também sobre a importância da participação em atividades extracurriculares de ensino, pesquisa, extensão e participação em eventos. Com esses certificados de participação, os candidatos aos programas de mobilidade receberão pontos de acordo com os critérios do edital. Além disso, comprovações de publicações em periódicos, atividades profissionais correlatas ao curso e trabalho voluntário também podem ser utilizadas no processo seletivo. Dessa forma, é importante guardar toda documentação comprobatória adquirida em atividades paralelas ao curso de graduação.

Outro tópico debatido foi sobre a prova de proficiência. Para concorrer a vagas em países onde a língua oficial não é a Língua Portuguesa, os candidatos devem providenciar um certificado de proficiência na língua exigida pela instituição para a qual desejam ser alocados, e observar também em quais línguas as disciplinas são ministradas. Em seguida, João ponderou sobre a importância de se pesquisar os lugares de realização da mobilidade, a fim de planejar os gastos com a viagem, estadia e alimentação. Informações a respeito de possíveis auxílios de universidades estrangeiras e certificados de proficiência requeridos podem ser verificados nos arquivos de “Ofertas de vagas”, disponibilizados pela DRI. Para conferir a oferta referente ao Edital Unificado de 2019/2020, clique AQUI.

Concluindo a apresentação, o estudante apresentou um esquema de cinco perguntas para facilitar a escolha da universidade de destino, que pode ser conferido nos slide AQUI. Tais perguntas têm o objetivo de conciliar o desejo do candidato com suas possibilidades. Assim, pautada numa ordem lógica, a escolha dos destinos poderá ser feita da melhor maneira possível.

Ao final da apresentação, a servidora Elaine Parreiras, com a ajuda dos estagiários do Setor de Acolhimento da DRI, abriu para as perguntas dos ouvintes. Após algumas perguntas, a servidora Luciane Novaes, do Setor de Mobilidade Internacional, reiterou a importância da leitura completa do Edital Unificado, tendo como base as edições anteriores. Dessa forma, os estudantes interessados poderão conhecer, de maneira geral, o funcionamento do processo seletivo e realizar suas inscrições com tranquilidade.

Essa programação faz parte da edição virtual do Café Intercultural, que integra o projeto de extensão universitária “O Mundo na UFMG: Internacionalização em Casa”, organizado por Elaine Parreiras, responsável pelo Setor de Acolhimento da Diretoria de Relações Internacionais da UFMG, com o apoio dos bolsistas Artur Macedo e Gabriela Fagundes.

Confira o Edital Unificado de 2019-2020.

Informações sobre as alocações de vagas do Edital Unificado de 2019-2020.

Contato: acolhimento@dri.ufmg.br

Café Intercultural promove palestra sobre o Edital Unificado

Destacado

Acontece no dia 25 de fevereiro de 2021, às 15h (Brasília), palestra intitulada “Dicas e estratégias para se preparar para o edital unificado”, que será ministrada por João Victor Pessoa Rocha, estudante do curso de Letras da UFMG e também estagiário no CENEX-FALE e ex-bolsista da DRI/UFMG.

O objetivo da palestra é conversar sobre como fazer um planejamento, a fim de conseguir uma boa pontuação no Edital Unificado, em relação à proficiência, aos certificados e ao edital em si.

Essa programação faz parte da edição virtual do Café Intercultural, promovida pelo Setor de Acolhimento da DRI, que integra o projeto de extensão universitária “O Mundo na UFMG: Internacionalização em Casa”, a fim de proporcionar a interação dos estudantes neste período de distanciamento social e aulas remotas na UFMG.

A transmissão será pela plataforma Zoom e para participar é necessário fazer a inscrição no link.

 Contato: acolhimento@dri.ufmg.br

Café Intercultural promove palestra sobre os aspectos relevantes do SUS para estudantes internacionais

Aconteceu no dia 28 de janeiro, às 16h, a palestra intitulada “Aspectos relevantes do SUS no atual contexto da COVID-19 para o estudante internacional”, proferida pelo estudante Kutanda Mpanzo Kulumbu, natural de Angola e aluno do curso de Medicina da UFMG. O evento foi promovido pela edição virtual do Café Intercultural, organizado pela servidora Elaine Parreiras, responsável pelo Setor de Acolhimento da DRI.

Na ocasião, Kutanda iniciou sua apresentação recordando uma série de situações que devemos ter em mente antes de ingressarmos em um programa de intercâmbio. Entretanto, logo no começo, o estudante ressaltou que os alunos internacionais pouco se questionam a respeito do funcionamento dos sistemas de saúde nos países de destino. Partindo disso, Kutanda explicou o funcionamento do Sistema Único de Saúde – SUS – na tentativa de esclarecer aos estudantes internacionais como deveriam proceder em casos de doenças.

Com o auxílio da Constituição Federal de 1988, Kutanda apresentou as atribuições dos SUS em relação à saúde pública no Brasil, deixando claro que todos, sem exceção, têm direito a tratamentos de saúde no país. Em seguida, apresentou os Princípios Doutrinários e Organizativos do Sistema Único de Saúde, chamando a atenção para os protocolos básicos em caso de atendimento. Segundo ele, o baixo conhecimento sobre o funcionamento do SUS gera impressões negativas sobre o sistema, que é referência para vários países do mundo.

Com o objetivo de dar instruções mais concretas aos estudantes internacionais, Kutanda apresentou o site da Prefeitura de Belo Horizonte, que possui um mapa com todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) e suas áreas de abrangência. Ele ressaltou ainda que, para realizar o atendimento, é necessário fazer o cadastro na UBS mais próxima ao endereço do estudante, apresentando documento de identificação oficial (passaporte, para estudantes internacionais) e comprovante de residência.

Ao final da apresentação, a servidora Elaine Parreiras perguntou aos estudantes presentes se eles já haviam sido atendidos pelo SUS, e muitos se mostraram interessados na realização do cadastro, após conhecerem brevemente o funcionamento e a importância do sistema.

Essa programação faz parte da edição virtual do Café Intercultural, que integra o projeto de extensão universitária “O Mundo na UFMG: Internacionalização em Casa”, organizado por Elaine Parreiras, responsável pelo Setor de Acolhimento da Diretoria de Relações Internacionais da UFMG, com o apoio do bolsista Artur Macedo.

Contato: acolhimento@dri.ufmg.br

UFMG abre 77 vagas para refugiados em seus cursos de graduação.

Destacado

As vagas são destinadas para estrangeiros em situação de vulnerabilidade, como refugiados, asilados políticos, apátridas, portadores de visto temporário ou de autorização de residência para fins de acolhida humanitária e outros imigrantes beneficiários de políticas do governo brasileiro. Enquadram-se também nessa condição o cônjuge, os ascendentes e descendentes, assim como os demais membros do grupo familiar que dependem economicamente do refugiado, desde que se encontrem no Brasil.

A inscrição no processo seletivo deve ser feita exclusivamente pela internet e para um único curso de graduação, na página eletrônica da Comissão Permanente do Vestibular (Copeve), do dia 8 de janeiro a 25 de fevereiro de 2021. Os candidatos serão selecionados por meio do Enem.

Confira todas as informações na página da UFMG.

Café Intercultural promove palestra on-line sobre aspectos do SUS no contexto da Covid-19 para o estudante internacional

Destacado

Acontece no dia 28 de janeiro de 2021, às 16h (Brasília), palestra intitulada “Aspectos relevantes do SUS no atual contexto da COVID-19 para estudante internacional”, que será ministrada pelo estudante da UFMG, graduando de Medicina e participante do PEC-G,  Kutanda Mpanzo Kulumbu, de Angola.

A palestra tem como objetivo auxiliar, propagar e compartilhar informações sobre a saúde no Brasil em relação aos estudantes internacionais.

A programação faz parte da edição virtual do Café Intercultural, promovida pelo Setor de Acolhimento da DRI, que integra o projeto de extensão universitária “O Mundo na UFMG: Internacionalização em Casa”, com objetivo de proporcionar a interação dos estudantes neste período de distanciamento social e aulas remotas na UFMG.

A transmissão será pela plataforma Zoom e para participar é necessário fazer a inscrição no link: https://forms.gle/5MAN6pvjD3KJDsHbA

UFMG realiza Encontro de Orientação do Estudante Internacional 2020/2

Destacado

Como alternativa às limitações impostas no trânsito internacional de estudantes, a UFMG se adaptou e oferta como opção neste semestre, em edição inédita, a mobilidade acadêmica em formato integralmente virtual. No total, dezesseis instituições enviam estudantes que acompanharão aulas e projetos ao longo dos próximos quatro meses.

“Trata-se de um processo cujo propósito é promover o fluxo internacional não só de pessoas, mas também de ideias e conhecimentos”, cita Aziz Tuffi Saliba, Diretor de Relações Internacionais na UFMG. Para o professor, que comemora o avanço das colaborações interinstitucionais e iniciativas de internacionalização na universidade, mesmo na adversidade dos tempos atuais os resultados construídos ao longo dos últimos anos são marcantes e colocam a instituição em evidência internacional crescente: “Temos hoje o maior catálogo de graduação em língua estrangeira do país, com mais de 50 cursos em inglês e espanhol”. Atualmente, a UFMG possui parcerias em todos os continentes, ao longo de 50 países, e participa de redes importantes como a AUF, AUGM, AULP, Grupo Tordesilhas e WUN.

Além dos estudos de graduação e pós-graduação, os estudantes estrangeiros cursam gratuitamente a disciplina Português como Língua Adicional, ministrada pelo professor Henrique Leroy, da Faculdade de Letras. “Trabalhamos com um grupo multinível, com diferentes graus de conhecimento, mas de forma integrada”, comenta o docente. “As aulas são ambientes de troca: aprendemos muito sobre cada cultura, cada língua. Infelizmente nesta edição não haverá imersão presencial, mas reproduziremos alguns contextos nas aulas de forma a aprofundar a experiência de cada estudante.”

Durante o período de estudos, os alunos internacionais são acompanhados pelo Setor de Acolhimento, na responsabilidade da servidora técnico-administrativa Elaine Parreiras, que assegura o contato e recepção do grupo por meio de atividades e dinâmicas propostas ao longo do semestre, com destaque para o Programa de Apadrinhamento Internacional (‘buddy program’), que oportuniza a criação de laços e apoio direto aos participantes por estudantes brasileiros; e também pelo Setor de Admissão Internacional, responsável pelos trâmites administrativos relacionados à jornada na UFMG desde a matrícula até o envio do certificado de notas.

Formação Transversal em Estudos Internacionais

Ofertada semestralmente aos estudantes brasileiros e internacionais, a FTEI é composta por disciplinas optativas no nível de graduação com enfoque internacional ou comparado ministradas integralmente em língua inglesa ou espanhola, proporcionando uma ambiência verdadeiramente plural em termos nacionais, étnicos, valorativos; compõe também os esforços por uma internacionalização em casa, conectando a comunidade internacional e os brasileiros regularmente registrados.

Setor de Acolhimento da DRI promove terceira temporada do Café Intercultural on-line

Em sua terceira temporada, a versão virtual do Café Intercultural tem o objetivo de proporcionar o entretenimento dos estudantes em casa neste período de isolamento social e suspensão das aulas na UFMG.

Promovida pelo Setor de Acolhimento da UFMG, a programação inclui diversas atividades com duração de aproximadamente 30 minutos. Poderão participar estudantes em intercâmbio, sendo eles estrangeiros no Brasil ou brasileiros no exterior, além de participantes do programa de Apadrinhamento da UFMG e membros da comunidade acadêmica em geral.

Se inscreva para participar dos eventos aqui.

Confira a programação completa:

Conhecendo e regulando as emoções na quarentena
Com Fernanda Pompermayer de Assis, psicóloga clínica
Descrição: Bate-papo com estudantes sobre as emoções
Data: 02 de junho (terça-feira)
Horário: 15h

Coia Food: Descobrindo sabores brasileiros
Com Nicole Marinho Horta
Descrição: Oficina de bolos com opção vegana e ovo-lacto-vegetariana
Data: 23 de julho (quinta-feira)
Horário: 15h

El nuevo normal… Los tiempos de cambio se aceleran?
Com Daniel Oscar Perez, argentino, estudante do Instituto de Ciências Agrícolas (ICA) da UFMG
Descrição: De certa forma, poderíamos dizer que o COVID-19 atuou como um acelerador da transformação digital. As formas mudam, mas o sentimento é o mesmo?
Data: 28 de julho (terça-feira)
Horário: 17h

A Fauna do Brasil: diversidade e ameaças
Com João Victor Souza Alves
Descrição: O Brasil possui a biodiversidade mais rica do planeta em seu território, somente sua fauna conta com mais de 100 mil espécies conhecidas. Irei apresentar as espécies nativas de maior destaque, importância econômica e de preservação, e expor as principais ameaças às perdas dessa grande riqueza que está ameaçando diversas espécies típicas do país de extinção
Data: 06 de agosto (quinta-feira)
Horário: 16h

Palestra on-line sobre oportunidades de estudo na Alemanha é realizada por representante do DAAD

No dia 10 de junho, Charlotte Steinke, professora leitora e representante do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD) na UFMG, participou do Café Intercultural com apresentação on-line intitulada “Estudar e pesquisar na Alemanha”.

Organizado por Elaine Parreiras, responsável pelo setor de Acolhimento da Diretoria de Relações Internacionais da UFMG, com o apoio de Artur Macedo e Victor Dourado, bolsistas do setor, o Café Intercultural é uma das frentes do programa de extensão universitária “O Mundo na UFMG: Internacionalização em Casa”.

Para introdução, Charlotte apresentou a rede do Brasil e do exterior do DAAD ao público, composto, em sua maior parte, por estudantes brasileiros e internacionais da comunidade universitária da UFMG.

Em seguida, foram discutidas as vantagens em realizar uma mobilidade acadêmica na Alemanha, citando como atrativos a localização geográfica do país e a excelente infraestrutura de pesquisa e estudo nas universidades.

Durante a palestra, os participantes também tiveram a oportunidade de conhecer o sistema de ensino superior alemão e ter informações sobre o processo de ingresso nas instituições alemãs, bem como detalhes sobre custo de vida, nível de proficiência linguística exigido, documentação para candidaturas e oferta de bolsas de estudos.

Além disso, foram divulgados programas de mobilidade para áreas específicas de estudo em todos os níveis acadêmicos: graduação, mestrado e doutorado.

Ao final da programação, Charlotte Steinke (DAAD) e Marcos Araújo (Setor de Proficiência Linguística da DRI) responderam as dúvidas dos participantes.

Os slides utilizados na apresentação podem ser encontrados aqui.

Psicóloga clínica participa de bate-papo virtual para falar sobre as emoções em tempos de pandemia

No dia 02 de junho a psicóloga clínica Fernanda Pompermayer participou da terceira temporada do Café Intercultural virtual para um bate-papo intitulado “Conhecendo e regulando as emoções na quarentena”.

A programação faz parte do Café Intercultural organizado por Elaine Parreiras, responsável pelo Setor de Acolhimento da Diretoria de Relações Internacionais da UFMG, com o apoio de Artur Macedo e Victor Dourado, bolsistas do setor, no âmbito do projeto de extensão universitária “O Mundo na UFMG: Internacionalização em Casa”.

Na ocasião, Pompermayer abordou o cenário atual de pandemia revelando que estudos recentes apontaram o crescimento do sentimento de medo, ansiedade, tristeza, tédio, frustração, dentre outras emoções negativas.

Em seguida o público, composto em sua maioria por estudantes brasileiros e internacionais da UFMG, pôde conhecer a função das emoções mais comuns. “O medo é uma função básica, cuja principal função é a preservação da vida, já a ansiedade é secundária e tem o papel de nos deixar alerta, melhorar nosso desempenho”, explicou Fernanda, que concluiu essa parte dizendo que essas emoções são naturais e necessárias, mas podem trazer problema quando a intensidade e frequência estão aumentadas.

Após a compreensão sobre a função das emoções foram ensinados passos para a regulação das mesmas, como a aceitação do que está acontecendo e também foi destacado como estratégias que incluem respiração, relaxamento, exercícios físicos, autocompaixão e autocuidado ajudam nesse sentido. Além disso foram dadas algumas dicas para planejar a rotina para que a semana fique mais equilibrada.

Foi uma ótima oportunidade para que a comunidade da UFMG tivesse orientações de uma profissional da área para o enfrentamento do momento atual e o alcance de uma vida mais saudável. Ao final todos que estavam conectados puderam fazer perguntas e tirar suas dúvidas.