O comércio de marfim no Mundo Atlântico – E-book

terça, 19 de junho de 2018, às 14:53

“Neste livro abordam-se o circuito que levou o marfi m in natura e lavrado para o Brasil e os contextos em que objetos desse material foram produzidos, consumidos e admirados. De maneira similar ao ocorrido nos contextos africano e europeu, o marfi m também foi adotado nas Américas como bem de distinção, utilizado por brancos, negros e seus descendentes. Esses objetos circularam na Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Grão-Pará, Maranhão, Minas Gerais e em outras regiões, desde o século XVII até o XIX. Novas pesquisas têm mostrado que o marfi m africano bruto chegava aos portos do Brasil, oriundo da costa da África centro-ocidental (Angola e Benguela) e da costa leste africana, constituindo contextos que se integravam à história mais ampla do comércio global, iniciada com as expansões ultramarinas, ganhando novos contornos com a abertura dos portos brasileiros, em 1808. Além disto, revê-se a história dos usos dos marfins pelos africanos da costa oeste a partir de uma perspectiva local. Assim, busca-se responder aos problemas apontados pelo projeto Marfins Africanos no Mundo Atlântico – uma reavaliação do marfins luso-africanos, que tem a finalidade de preencher a lacuna historiográfica acerca do comércio, produção, uso, posse e tipologia dos marfins no Brasil e no Mundo Atlântico.” (O comércio do marfim no Mundo Atlântico – e-book)