Intercambista chilena da UFMG faz apresentação sobre os últimos acontecimentos do país andino

Com o intuito de proporcionar o contato com o Chile, baseando-se principalmente na discussão dos últimos acontecimentos políticos, históricos e sociais que ocorreram no país andino no período de 2019 a 2020, Maria Ignácia Nenem, que está em um período de intercâmbio no curso de Engenharia Ambiental da UFMG, fez apresentação on-line intitulada “O que acontece no Chile?” no dia 22 de abril. O encontro foi moderado por Artur Macedo e Victor Dourado, bolsistas do Setor de Acolhimento da DRI.

Na ocasião, a intercambista chilena trouxe alguns dados divulgados pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), como a classificação do Chile entre os sete países com maior crescimento econômico, com a forte presença de investimentos externos, sendo uma boa alternativa para investimentos, turismo e até mesmo para residir.

“Esses dados são agradáveis de escutar, mas a realidade é que os beneficiados desse crescimento são só alguns grupos econômicos”, complementou a estudante ao fazer referência aos protestos ocorridos no Chile em 2019.

Maria Ignácia abordou os protestos dos estudantes do ensino médio no metrô de Santiago em resposta aos aumentos de preços nas tarifas, o que levou a confrontos abertos com a polícia nacional e todos os seus desdobramentos, mencionando datas importantes, bem como conquistas positivas da população chilena, dentre elas uma nova constituição e medidas relacionadas a pensões de aposentadoria, saúde, salários e administração pública.

Ao final, os cerca de trinta participantes que assistiram à apresentação puderam fazer perguntas, o que propiciou o conhecimento das diferenças estruturais entre Brasil e Chile, dentre outras curiosidades levantadas.

A programação faz parte da edição virtual do Café Intercultural organizado por Elaine Parreiras, responsável pelo Setor de Acolhimento da Diretoria de Relações Internacionais da UFMG, no âmbito do projeto de extensão universitária “O Mundo na UFMG: Internacionalização em Casa”.