Projeto de colaboração no âmbito do programa Cátedras Franco-Brasileiras acontece no ICB

Professor Frederic Frezard (à esquerda) e professor Philippe Loiseau (à direita)

No segundo semestre de 2019, o Instituto de Ciências Biológicas (ICB) foi representado no Programa Cátedras Franco-Brasileiras, voltado para a atuação na UFMG de professores ou pesquisadores de instituições francesas de ensino superior e de pesquisa.

O professor doutor Frederic Frezard, da UFMG, propôs a candidatura do professor Philippe Loiseau, da Université Paris-Sud, ao Presidente Franco-Brasileiro como dinâmica recíproca nas relações científicas entre o laboratório das duas unidades. Após o processo de seleção, uma cadeira franco-brasileira foi concedida ao professor francês.

O projeto desenvolvido trata de abordagens no campo da quimioterapia de leishmaniose. A colaboração entre o grupo francês, especialista em drogas de resistência, e o grupo brasileiro, especialista em sistemas de distribuição de drogas, geraram vários resultados positivos. “Esse período de um mês foi crucial para identificar novos eixos a serem desenvolvidos, complementando aqueles já identificados”, afirmou Loiseau.

Os intercâmbios científicos, durante o período de estadia de Loiseau, foram intensivos. Houveram palestras, reuniões com cientistas e co-orientação de estudantes de doutorado e pós-doutorado, além de atividades de pesquisa no laboratório de Frezard. Todas essas discussões trouxeram significantes valores ao projeto. “Foi um momento muito agradável, a nível humano e científico, graças ao reconhecimento e boa recepção de Frezard”, comentou Loiseau.

Gerenciado pela Diretoria de Relações Internacionais da UFMG, a chamada do processo seletivo das Cátedras Franco-brasileiras é divulgada anualmente no site da DRI. Os docentes que tenham interesse em participar deste projeto podem acessar a chamada do ano passado para conhecer um pouco mais sobre a iniciativa.