Redes de Cooperação Internacional e Parcerias Adicionais

Redes de cooperação Internacional e Parcerias adicionais

A UFMG mantém parceria com diversas instituições internacionais, bem como faz parte de diversas redes de cooperação internacional.

Dentre as parcerias atualmente ativas, destacam-se:

Programas Escala AUGM

Marca

Brafitec e Brafagri

Brics-NU

Santander Universidades

Fundação Botín

Erasmus

Red Macro

Poncho

Programa Cátedras Franco-brasileiras na UFMG

Programas Escala AUGM

A Associação das Universidades do Grupo Montevidéu (AUGM) é uma rede de universidades públicas, autônomas e autogovernadas da Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai que, por suas similaridades, compartilham suas vocações, seu caráter público, suas semelhanças em estruturas acadêmicas e a equivalência dos níveis de seus serviços. Os programas Escala Posgrado, Escala Docente, Escala Gestores e Escala Estudantil são programas de mobilidade internacional próprios da AUGM, para estimular a ampla colaboração entre as universidades membros da rede.

Marca

O Programa de Mobilidade Acadêmica Regional em Cursos Acreditados (Marca) é um programa de mobilidade para graduandos de cursos aprovados pelo Sistema de Acreditação Regional de Cursos de Graduação do Mercosul (Arcu-Sul) cujos países membros são: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai.  O objetivo do programa é fortalecer os cursos acreditados, fomentar a integração e a internacionalização da educação superior regional.

Brafitec e Brafagri

O Brasil France Ingénieur Tecnologie (Brafitec) é um programa de intercâmbio desenvolvido no âmbito da cooperação entre o Brasil e a França e que se organiza por meio de parcerias universitárias nas diferentes áreas de engenharia.

O Programa  Brasil França Agricultura (Brafagri) promove o intercâmbio de estudantes em todas as especialidades das ciências e engenharias agronômicas e agroalimentares e da veterinária. Estudantes brasileiros podem cursar até um ano de sua graduação na França e estudantes franceses podem estudar no Brasil pelo mesmo período.

Seus objetivos são promover o intercâmbio de estudantes de graduação e de professores de engenharia e estimular iniciativas de alinhamento de programas e conteúdos de ensino, facilitando o reconhecimento recíproco de créditos obtidos junto às instituições conveniadas, assim como a dupla-titulação dos estudantes franceses e brasileiros participantes do programa. Do lado brasileiro, o financiamento das bolsas de estudos é de responsabilidade da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Acesse o site da Escola de Engenharia para mais informações.

Brics-NU

A Brics Network University (Brics-NU) é uma rede de instituições de ensino superior dos países Brics envolvidos em cooperação.

Brics-NU é um projeto educacional voltado para o desenvolvimento de treinamento bilateral/multilateral em curto prazo, de mestrado e de doutorado, aliado a projetos conjuntos de pesquisa em vários campos de conhecimento, de acordo com padrões comuns e critérios de qualidade.

As principais atividades do Brics-NU são oferecer, em conformidade com suas próprias leis, mestrado e doutorado, programas, treinamento de curta duração e cursos modulares, desenvolver e realizar projetos conjuntos de pesquisa e atividade inovadora dentro dos quadros dos programas educacionais e organizar mobilidade acadêmica de estudantes, professores universitários e funcionários dos participantes do Brics-NU.

Santander Universidades

O Santander Universidades convida instituições de ensino superior a aderir a oferta de bolsas em edições sistemáticas, e a UFMG seleciona os estudantes de graduação para a realização da mobilidade académica, de acordo com a disponibilidade de vagas negociadas nas instituições participantes. Este programa apresenta duas modalidades de bolsas: Luso-Brasileiras e Ibero-Americanas. O calendário prevê que os estudantes selecionados no ano da edição do programa realizem a mobilidade acadêmica ao longo do ano seguinte à seleção.

Fundação Botín

A Fundação Marcelino Botín, criada em 1964, atua em toda Espanha e na América Latina. A missão da Fundação é contribuir para o desenvolvimento integral da sociedade, detectando e apostando em talentos criativos dispostos a explorar novas formas de gerar riqueza cultural, social e econômica.

A Diretoria de Relações Internacionais divulga e apoia as candidaturas da UFMG neste programa desde 2013.

Erasmus

O Erasmus Mundus (EM) é um programa de mobilidade criado e financiado pela União Europeia (UE). As atividades do programa têm como objetivo promover a excelência da educação superior e pesquisa dos países europeus e ao mesmo tempo reforçar os laços acadêmicos com países de todo o mundo.

As bolsas de estudos integrais concedidas para os cursos de mestrado e doutorado pertencentes ao EM são amplamente conhecidas, no entanto, o programa também oferece oportunidades para professores e instituições de educação superior.

Durante a gestão 2014-2018 participamos dos seguintes projetos do Erasmus Mundus: Babel, BE Mundus, Mundus Lindo, Euro Brazilian Windows 2 e IBrasil.

Red Macro

A Rede de Macrouniversidades da América Latina e do Caribe (Red Macro) é composta por 37 universidades públicas de 20 países. Alguns dos princípios dessa rede criada em 2002 é a defesa, promoção e consolidação da autonomia universitária, a difusão e a recuperação ativa dos acordos internacionais, em torno da responsabilidade dos estados no fornecimento de financiamento adequado do ensino superior, a legitimação do ensino superior como um bem público e social não-comercializável e a cooperação universitária e a mobilidade como ferramentas para reconhecer o patrimônio cultural comum, além de apoiar pesquisas associativas sobre questões sociais e econômicas na região.

Poncho

O Poncho é um projeto de capacitação do Erasmus+, composto por universidades de quatro países da União Europeia (Espanha, França, Portugal e Polônia) e mais vinte e uma universidades de sete países da América Latina (Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai), sob a coordenação geral da Universidad de Las Palmas de Gran Canaria (Espanha).

A UFMG é uma das universidades associadas ao projeto desde 2016 e tem participado ativamente das atividades relacionadas ao projeto. O projeto está inserido no âmbito de uma linha de cooperação transnacional que apoia parcerias multilaterais entre instituições de ensino superior de países da União Europeia e de países latino-americanos. O principal objetivo do projeto Poncho é promover melhorias nos escritórios de relações internacionais de universidades latino-americanas, fomentar a capacitação de técnicos em relações internacionais e promover atividades de internacionalização em casa.

Programa Cátedras Franco-Brasileiras na UFMG

Lançado pela primeira vez em 2014, o Programa Cátedras Franco-brasileiras na UFMG, realizado em parceria com a Embaixada da França no Brasil, é voltado para a atuação na UFMG de professores ou pesquisadores de instituições francesas de ensino superior e de pesquisa.