Terceiro Almoço Internacional é realizado pelo Setor de Acolhimento DRI/UFMG

Destacado

Aconteceu, no último domingo dia 07/05, a terceira edição do Almoço Internacional da Moradia Universitária da UFMG. Estudantes brasileiros e internacionais se juntaram para realizar o evento de boas-vindas aos novos moradores. O evento, idealizado e organizado pelo estudante Rodrigo Faustino, trouxe a gastronomia brasileira ao lado de pratos típicos de países como Colômbia, Argentina, Estados Unidos, Bélgica, França, México e outros.

A Diretoria de Relações Internacionais (DRI) foi convidada a participar do evento e foi representada pela equipe do Setor de Acolhimento. Elaine Martins Parreiras, servidora técnico-administrativa responsável pelo setor, e Michelle Santos Gontijo, estudante de Letras e bolsista do setor, compareceram ao almoço levando um mousse de maracujá que foi servido ao lado de outras sobremesas como o arroz doce e a canjica.

Depois do almoço, que tinha arroz temperado e feijão tropeiro, da culinária brasileira, além da degustação de pratos típicos preparados coletivamente pelos estudantes internacionais, os moradores tiveram a oportunidade de “bailar” ao som de músicas latinas com a ajuda de estudantes colombianos que realizaram uma belíssima apresentação. A tarde foi encerrada com uma Oficina de Tai Chi Chuan, ministrada pelo professor Vânio.

Oferta de Aulas de Tai Chi Chuan

Tem interesse em aulas de Tai Chi Chuan? O professor Vânio Tonussi, por meio do Instituto Confúcio, oferece aulas gratuitas semanais. Para mais informações, clique aqui.

Informações sobre acolhimento de estudantes internacionais

Você quer contribuir para o acolhimento da comunidade internacional? Inscreva-se no Programa de Apadrinhamento da UFMG, edição 2017.2. Para mais informações, clique aqui.

Diretoria de Relações Internacionais da UFMG promove visita ao Espaço do Conhecimento e noite de Observação no Campus Pampulha

Destacado

No último dia 18 de junho de 2016, a Diretoria de Relações Internacionais (DRI/UFMG), por meio do Setor de Acolhimento e do Programa Bem-Vindo, promoveu mais uma atividade de integração que ocorreu no Espaço do Conhecimento UFMGEntre os participantes estavam estudantes da UFMG e um estudante internacional do Centro Federal de Educação Tecnológica  de Minas Gerais – CEFET-MG.

Eles foram acompanhados pela responsável pelo Setor de Acolhimento, Elaine Parreiras, pela bolsista graduanda em Turismo, Patrícia Freire e pela voluntária do Programa Bem-Vindo, Nathália Rodrigues.

Durante a visita guiada, os participantes percorreram a exposição permanente “DEMASIADO HUMANO” e a exposição temporária “PROCESSABER”, o grupo assistiu ainda a uma sessão sobre “Astronomia Indígena” no Planetário do Espaço.

Com o objetivo de complementar a atividade no Espaço do Conhecimento da UFMG, a DRI organizou a 1° edição da Noite de Observação no dia 20 de junho, no Campus Pampulha.

O evento consistiu em apresentar princípios básicos aos interessados por astronomia, além de fazerem um reconhecimento do céu e observarem, por meio do telescópio, os planetas Júpiter e Saturno e, também, a lua cheia da noite de solstício de inverno.

Estudantes Internacionais da UFMG viajam de Trem: Belo Horizonte – Barão de Cocais

No dia 28 de novembro de 2015 a equipe do Setor de Acolhimento e Programa Bem-vindo, realizou mais um evento de interatividade. Dessa vez, o passeio aconteceu na cidade de Barão de Cocais, MG.

            A ida à cidade foi num romântico passeio de trem (Estrada de Ferro Vitória a Minas) para que cada estudante e mesmo a equipe organizadora, pudesse contemplar a paisagem harmoniosa do percurso. Aliás, esse meio de transporte foi o que na divulgação chamou a atenção de muitos para que pudessem aderir ao evento. O retorno a Belo Horizonte foi através de ônibus da própria Universidade Federal de Minas Gerais.

Profª. Márcia Lousada – (Coordenadora Programa Bem-Vindo) Café da manhã apreciado por estudantes intercambistas
Júnia Viana – (Bolsista Programa Bem-Vindo)
Viagem de trem

            Continuar lendo

Relação entre ergonomia, esforço cognitivo e saúde é tema de workshop internacional

Pesquisadores nos campos da linguística aplicada, estudos da tradução, saúde, ergonomia, engenharia de produção e administração de empresas, entre outros, se reúnem no campus Pampulha, na próxima semana, durante o workshop Ergonomia e tecnologização do trabalhador do conhecimento: esforço cognitivo, criatividade e questões relacionadas à saúde.

As atividades serão realizadas nos dias 12 e 13, das 9h30 às 18h, no auditório 2003 da Faculdade de Letras (Fale). As inscrições devem ser feitas até este domingo, 10.

Palestras e conversas estarão concentradas sobre pesquisas conjuntas realizadas pela UFMG e pela ZHAW’s School of Applied Linguistics, da Suíça. A expectativa é de que a combinação de perspectivas dos campos distintos resulte em novas abordagens metodológicas nas áreas de cognição situada e de interação homem-máquina.

De acordo com os organizadores, as diferenças entre Brasil e Suíça proporcionam oportunidades de rica discussão sobre estudos de caso com base nos arcabouços teóricos utilizados pelos participantes.

As pesquisas que relacionam ergonomia, esforço cognitivo e saúde partem do pressuposto de que, quando trabalhadores do conhecimento executam tarefas que exigem muita atenção e concentração, eles precisam empregar energia e, principalmente, recursos cognitivos para compensar desconforto e frustrações com ferramentas de trabalho, tecnologia ou problemas organizacionais.

Ainda segundo os organizadores, o esforço necessário para um trabalho de qualidade está supostamente relacionado à ergonomia do ambiente de trabalho, o que, por sua vez, pode afetar a saúde dos profissionais. E, naturalmente, aspectos negativos relacionados à ergonomia física, cognitiva e organizacional podem prejudicar a criatividade, o desempenho e a satisfação profissional de quem lida com a produção de conhecimento.

A palestra de abertura do workshop estará a cargo de Maureen Ehrensberger-Dow, da ZHAW’s School of Applied Linguistics. Os pesquisadores da UFMG participantes do workshop são os professores da Fale Fábio Alves e Adriana Pagano, Arlene Koglin, doutora em Estudos Linguísticos, e Norma Fonseca, que cursa o doutorado na mesma área. Eles integram o Laboratório Experimental de Tradução (Letra), que investiga aspectos do conhecimento no processo tradutório por meio de pesquisas empírico-experimentais. Seus projetos utilizam tecnologias de coleta e análise de dados que possibilitam mapear perfis de tradutores caracterizados por seu ritmo cognitivo, seu desempenho relativo à resolução de problemas e sua produção textual. Os resultados das pesquisas subsidiam propostas de formação de tradutores e modelagem computacional do conhecimento em tradução.

Inscrições devem ser feitas por meio de contato com Norma Fonseca, no endereço normafonseca@gmail.com. Outras informações estão no site da instituição suíça.

Créditos à Agência de Notícias da UFMG

Palestra ReUso Na Holanda

No dia 7 de março de 2016, próxima segunda-feira, ocorrerá abertura da Exposição ReUso na Holanda. O evento ocorrerá a partir das 16h30 no Museu de Arte da Pampulha – MAP , endereço: Av. Otalício Negrão de Lima, 16.585 – Pampulha.

O evento é organizado pela Fundação Municipal de Cultura e pela Secretaria Municipal Adjunta de Relações Internacionais, em parceria com Embaixada do Reino dos Países Baixos.

A programação completa pode ser conferida no convite através desse link.