Institucional

 

 

 Composição

A DTI, Diretoria de Tecnologia da Informação, é ligada diretamente à Reitora, sendo responsável pelas questões política e estratégicas da área de Tecnologia da Informação. Para viabilizar as ações executivas, táticas e operacionais, alinhadas às suas diretrizes, a DTI conta com o CECOM, Centro de Computação, que é órgão auxiliar da Reitoria.

A DTI e o CECOM estão instalados no prédio da Reitoria, no Campus Pampulha e tem como diretores:

— Diretoria de Tecnologia da Informação
— Diretor: Prof. Dorgival Olavo Guedes Neto
— Secretária: Rosa Amélia Santos Froesler

– Cecom – Centro de Computação
— Diretor: Carlos Alfeu Furtado da Fonseca

 

Missão

Apoiar a UFMG em suas atividades acadêmicas e administrativas, orientando e fornecendo soluções corporativas, inovadoras, seguras e de excelência, por meio da aplicação de Tecnologias de Informação e Comunicação.

Valores

– prover produtos e serviços aderentes a padrões reconhecidos de qualidade e inovação tecnológica;

– atuar com ética, transparência e comprometimento no relacionamento com usuários, clientes e parceiros;

– utilizar os recursos com eficácia e eficiência para atingir efetividade nos objetivos institucionais;

– valorizar o desenvolvimento humano e a qualidade de vida no trabalho.

Visão de Futuro

Conquistar a confiança da comunidade universitária, superando suas expectativas e necessidades, sendo reconhecida como parceira fundamental da UFMG e referência de excelência entre seus pares nas universidades brasileiras.

 

Histórico

A atual estrutura da área de Tecnologia da Informação (TI) da Reitoria da UFMG data do início dos anos 1980. Naquele momento, em que o uso da computação era bastante restrito e muito concentrado em poucos grupos de pesquisa, julgou-se oportuno configurar essa área a partir de duas estruturas bem distintas. Uma estrutura de suporte administrativo à Universidade – suporte este enfocando procedimentos bem específicos –, o Centro de Computação (CECOM), e outra, o Laboratório de Computação Científica (LCC), voltado para o apoio aos raros grupos de pesquisa que empregavam, rotineiramente em seus trabalhos, as técnicas de computação científica.

A Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI) foi criada em 1998, no início da gestão do Reitor professor Francisco César de Sá Barreto, com o objetivo de unificar as políticas de tecnologia da informação da Universidade, além de traçar e implementar ações estratégicas nesta área. Inicialmente com o nome de Assessoria de Tecnologia da Informação (ATI), o seu primeiro diretor foi o professor Márcio Luiz Bunte de Carvalho. Algum tempo depois a sigla passou a ser DTI – Diretoria de Tecnologia da Informação.

A primeira consequência da nova estrutura de trabalho foi sintonizar as ações entre o Laboratório de Ciência da Computação (LCC), vinculado ao Instituto de Ciências Exatas, e o Centro de Computação (CECOM) – órgãos executivos subordinados à Diretoria.

Posteriormente, na gestão do Reitor professor Jaime Arturo Ramírez, em 2017, o LCC deixou de estar vinculado à DTI e retornou à sua opção de órgão suplementar vinculado à Reitoria.

 

Gestões da DTI

– 1998-2002 – prof. Márcio Luiz Bunte de Carvalho – Reitor: prof. Francisco César de Sá Barreto

– 2002-2006 – prof. Márcio Luiz Bunte de Carvalho – Reitora: profa. Ana Lúcia Almeida Gazolla

– 2006-2010 – prof. Paulo Fernando Seixas – Reitor: prof. Ronaldo Tadeu Pena

– 2010-2012 – prof. Luciano de Errico – Reitor: prof. Clélio Campolina Diniz

– 2012-2014 – prof. Clarindo Isaías Pereira da Silva e Pádua – Reitor: prof. Clélio Campolina Diniz

– 2014-2018 – prof. Diógenes Cecílio da Silva Júnior – Reitor: prof. Jaime Arturo Ramírez

– 2018 – prof. Dorgival Olavo Guedes Neto – Reitora: profa Sandra Goulart Almeida