Papel social e novas perspectivas para a UAB marcam evento em comemoração aos 15 anos do programa em Minas

As conquistas e os desafios dos 15 anos do programa Universidade Aberta do Brasil em Minas Gerais foram tema de evento promovido na quinta-feira, 30, pelo Fórum de Estadual de Coordenadores de Polos UAB MG.

Transmitido pelo canal do polo UAB em Juiz de Fora, o encontro reuniu representantes de seis universidades que ofertam cursos fomentados pela iniciativa — UFMG, UJFJ, UEMG, UFSJ, UFOP e Unimontes–; o diretor Inovação em Ensino a Distância da Capes, Alexandre Póvoa; as presidentes e vice do Fórum Nacional de Coordenadores de Polos UAB, Elizabete Rosseto e Estela Zanotti; e do Fórum Estadual, Mauricéia Maia. A coordenadora do polo de Lagoa Santa, Gláucia Pimenta, e o prefeito da cidade, Rogério Avelar, também estiveram presentes.

Parcerias

Na sua fala, a diretora de EaD da UFMG elencou as atividades desenvolvidas em parcerias com os polos de apoio nos pilares de ensino, pesquisa e de extensão, destacando o Aproxime-se, para o qual o envolvimento com as coordenações é fundamental, especialmente nas edições de 2020 e 2021, quando as ações foram ofertadas virtualmente, devido à pandemia de Covid-19. Eliane manifestou ainda o desejo de ampliar as programações e o número dos polos atendidos pelo programa, de acordo com as possibilidades do Caed.

“Reconhecemos a importância dessa articulação para que todas essas iniciativas que a Universidade fez juntos aos polos pudessem ser desenvolvidas e principalmente pela aproximação com a sociedade, permitindo o cumprimento do seu papel social na formação e ma capacitação profissional. Parabenizo a todos que fazem parte dessa história no nosso Estado e no nosso país e nos colocamos à disposição para parcerias futuras”, concluiu.

Perspectivas

O representante da Capes, Alexandre Póvoa, ressaltou o impacto da iniciativa sobre a vida dos estudantes atendidos no estado, que conta com 117 polos, pouco mais de 10% do total do país, e já formou cerca de 40 mil alunos.

“Muitas realidades ao longo de todo o Estado foram modificadas por conta da ação de todos nós que estamos participando do sistema UAB, não só das pessoas que se formaram, mas também de suas famílias. Por isso, quero parabenizar todos os que trabalham no programa.”

Alexandre revelou ainda que um novo edital de articulação de cursos deverá ser lançado em novembro, prevendo a oferta de 150 mil vagas em todo o Brasil, das 70% serão destinadas à formação de professores e o restante para a especializações em administração pública e para o desenvolvimento local.