Antiga Casa da Câmara

Antiga Casa da Câmara

Tiradentes apresenta uma peculiaridade em relação às demais cidades fundadas no período colonial: as edificações que abrigavam as funções de câmara e cadeia foram construídas separadas, contrariando as normas administrativas que regiam a criação das vilas.

Sobre a edificação, deduz-se que ela tenha sido erguida justamente para servir às funções da Casa de Câmara da Vila de São José del-Rei, em época não esclarecida do século XVIII. A varanda que se abre para a rua da Câmara é, provavelmente, um acréscimo executado no
século XIX, por suas características construtivas e de acabamento.

Em 1970, o Governo do Estado de Minas Gerais faz a doação do antigo Fórum para a
Fundação Rodrigo Mello Franco de Andrade, através da Lei n° 5.535. Para ali se transfere em seguida, provisoriamente, o Seminário São Tiago, administrado pelo Bispado de São João del-Rei. Isso possibilitou que se iniciassem as obras de restauração na Casa do Padre Toledo, de onde viera transferido o educandário. Ainda na década de 70, a edificação é objeto de um processo de restauração conduzido pela Fundação Rodrigo Mello Franco de Andrade e pelo IPHAN, que engloba a recuperação da pintura, a reposição de janelas, além de dotá-la de alguns espaços funcionais destinados a cozinha e banheiros.

Em agosto de 1985, foi celebrado o termo de comodato entre a Fundação e a Câmara
Municipal de Tiradentes, onde a primeira cedeu parte do imóvel para o desempenho das
atividades dos vereadores da cidade, reintegrando o prédio às suas funções tradicionais.

Atualmente, o imóvel encontra-se totalmente cedido para a Câmara Municipal de
Tiradentes. Em contrapartida, a Prefeitura Municipal abriu mão do uso do imóvel Sobrado
Quatro Cantos, de propriedade do IEPHA, em favor da FRMFA.

Voltar para Acervo Arquitetônico

Os comentários estão encerrados.