Centro de Estudos

Voltar para Acervo Arquitetônico

Centro de Estudos e Biblioteca


A Fundação Rodrigo Mello Franco de Andrade é instituída juridicamente em 29 de maio de 1970. Entre os seus objetivos principais está a instalação, na cidade de Tiradentes, de um centro de estudos sobre o patrimônio cultural do estado, impondo-se a escolha e aquisição de um local adequado onde funcionaria, também, a sede da recém-fundada instituição. O imóvel escolhido, que pertencia à Confraria da Santíssima Trindade, foi então adquirido pela Fundação para a instalação de sua sede própria. Nesta tarefa, Dona Maria do Carmo Nabuco, presidente da Fundação, conta com os ofícios do então deputado federal e irmão da Ordem do Carmo, Tancredo Neves, juntamente com o prefeito de Tiradentes, Francisco Barbosa.

No ano de 1973, em 26 de novembro, estabelece-se um convênio de cooperação entre a
Fundação e o Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, visando à
operacionalização do centro de estudos e às próximas iniciativas conjuntas. Restaurado através da ação da Diretoria do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, com
recursos da própria Fundação, o imóvel da sede foi inaugurado em 07 de julho de 1974.

Por muitos anos, o Centro de Estudos abrigou a Biblioteca Miguel Lins, atualmente integrada ao acervo da Biblioteca do Campus Cultural UFMG em Tiradentes, formado também pelas coleções Affonso Ávila, Márcia de Moura Castro, Melânia de Aguiar e Mari Baiocchi. O Setor Administrativo da Fundação em Tiradentes foi transferida para o imóvel onde funciona o Quatro Cantos Espaço Cultural.

Os comentários estão encerrados.