• Home
  • |
  • Instituto
  • |
  • Acontece
  • |
  • Programas
  • |
  • Publicações
  • |
  • Contato
Júnia Furtado - Departamento de História
pesquisador projeto

Junia_furtadoPROJETO: OS ÓRACULOS DA GEOGRAFIA ILUMINISTA: DOM LUÍS DA CUNHA E D’ANVILLE NA CONSTRUÇÃO DA CARTOGRAFIA SOBRE O BRASIL

Período da Residência: 01/03/2007 a 10/12/2007 

Departamento de História – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas – UFMG

Professora Júnia Ferreira Furtado possui graduação em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (1983), mestrado em História Social pela Universidade de São Paulo (1991) e doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo (1996). Realizou estudos de pós-doutoramento na Universidade de Princeton (2000), onde foi também professora visitante (2001), e na Ecole des Hautes Etudes em Sciences Sociales/Sorbonne/França (2008). Recebeu a Cátedra Joaquim Nabuco da Universidade de Stanford, onde foi pesquisadora visitante entre abril e junho de 2012. Atualmente é professora Titular em História Moderna da Universidade Federal de Minas Gerais, ligada ao Departamento e Programa de Pós-graduação de História. Coordena convênio internacional com a Universidade de Paris III/Sorbonne e com o Departamento de História da Universidade Nova de Lisboa. Tem experiência na área de História Moderna, com ênfase em História do Brasil Colônia, atuando principalmente nos seguintes temas: Minas Gerais, colônia, cartografia, diamantes, escravidão, relações de gênero e relações de poder, com vários livros publicados, com destaque para Chica da Silva e o contratador dos diamantes: o outro lado do mito (Companhia das Letras e Cambridge University Press).

Currículo Lattes

O projeto tem por objetivo investigar a colaboração estabelecida entre Dom Luís da Cunha e Jean-Baptiste Bourguignon D’Anville para a produção da Carte de l’Amérique Méridionale. O desenvolvimento dos múltiplos temas a serem enfrentados nesta pesquisa só se torna possível quando todas as questões a ela pertinentes forem analisadas e examinadas à luz das fronteiras que se estabelecem entre História, História Cultural e Política, Geografia, Geopolítica, História da Ciência, Cartografia, História da Cartografia e Diplomacia.