• Home
  • |
  • Instituto
  • |
  • Acontece
  • |
  • Programas
  • |
  • Publicações
  • |
  • Contato
Na gênese das racionalidades modernas

Na gênese das racionalidades modernas
Em torno de Leon Battista Alberti

Carlos Antônio Leite Brandão, Pierre Caye, Francesco Furlan, Maurício Alves Loureiro (organizadores)
Área: Arte | Filosofia
Coleção: IEAT
Peso: 800 gramas
Formato: 22,5 X 15,5
2013. 549 p. ISBN: 978-85-423-0006-2

A inventividade de Leon Battista Alberti (1404-1472) é infinita. Não há nada ou quase nada – literatura, artes, ciências, economia, moral e política – que Alberti não tenha tratado e que não tenha sido profundamente modificado por sua leitura, sempre singular, de modo que não apenas a cultura, mas também os modos da racionalidade puderam tomar aspectos inéditos que mesmo o termo “humanismo” é incapaz de circunscrever. Os textos aqui reunidos propõem uma reflexão inédita sobre quatro questões Albertianas fundamentais: a fundação de uma antropologia moderna e laica, a invenção do projeto e a gênese da técnica moderna, a emergência da teoria das artes e do disegno, a relação entre o texto e imagem e suas implicações epistemológicas e ecdóticas. Além disso, o livro traz a primeira tradução em português da descriptio urbis romae, realizada a partir da edição crítica publicada pela Société Internationale Leon Battista Alberti.