• Home
  • |
  • Instituto
  • |
  • Acontece
  • |
  • Programas
  • |
  • Publicações
  • |
  • Contato
José da Silva Horta - Universidade de Lisboa
pesquisador evento vídeos outras informações

CÁTEDRA IEAT/FUNDEP: HUMANIDADES, LETRAS E ARTES

Período: 07 de agosto a 02 de setembro, 2013.

Indicação: Professor Eduardo França Paiva – Departamento de Filosofia, FAFICH/UFMG.

José da Silva Horta realizou toda sua formação acadêmica na  Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa  (FLUL): Graduação em História (1984), Mestrado em História Moderna (1990) e Doutorado em Letras – História da Expansão Portuguesa (2003).

Desde 1992, trabalha na FLUL, onde atualmente é Professor Associado, diretor do curso de graduação em Estudos Africanos, Vice-Diretor e investigador integrado do Centro de História, Membro do Instituto de Estudos Árabes e Islâmicos e Membro da Comissão Científica da Cátedra de Estudos Sefarditas “Alberto Benveniste”. Leciona no mestrado em Estudos Africanos do Instituto Universitário de Lisboa e do Programa de Doutoramento Interuniversitário em História (ICS, FLUL, ISCTE, Univ. Évora, Univ. Católica Portuguesa), onde também é sócio e colaborador. É investigador associado do Centro de História de Além-Mar (CHAM/Universidade Nova de Lisboa-Universidade de Açores). Membro do Advisory Board da Mande Studies Association/Association des Etudes Mandingues e do Amilcar Cabral Institute of Economic and Political Research (Londres). Diretor do comitê português do Projeto permanente Fontes Historiae Africanae da Union Académique Internationale.  Membro de equipe interdisciplinar do projeto “Memorial da Escravatura de Cacheu” aprovado pela UNESCO.

Tem vários livros publicados, tais como The Forgotten Diaspora: Jewish Communities in West Africa and the Making of the Atlantic World, com Peter Mark; A ‘Guiné do Cabo Verde’: Produção Textual e Representações (1578-1684)A Representação do Africano na Literatura de Viagens, do Senegal à Serra Leoa (1543-1508)  e artigos em publicações internacionais como as revistas History in Africa: A Journal of Method e Mande Studies”.

 

“Diálogos transdisciplinares sobre África: linhas de rumo e desafios recentes — “Nação”, marcadores identitários e complexidades da representação étnica nas escritas de viagem (Guiné do Cabo Verde, séculos XVI e XVII)”

Data: 09 de agosto de 2013
Auditório da Reitoria da UFMG

O diálogo com outras disciplinas tem sido e é cada vez mais intrínseco ao pensamento historiográfico sobre a África. A identidade é hoje uma das problemáticas centrais da História de África mas também, por exemplo, da Antropologia. Apresentamos um estudo de caso que convoca esse diálogo. Nas escritas portuguesas de viagem dos séculos XVI e XVII os habitantes da Guiné do Cabo Verde, ou Grande Senegâmbia, foram claramente diferenciados por “nações”. Esta diferenciação baseou-se em marcadores identitários, cruzando questionários de origem europeia com formas africanas da percepção da identidade. Os historiadores traduziram a categoria de “nação” por grupo étnico. A complexidade e validade destas correspondências no contexto regional são analisadas na conferência.

Clique no link a seguir para acessar a programação completa: