LINKS RÁPIDOS
• Agendamento de Visitas
• Como chegar
• Contato

• Parceiros
• Expediente
O Presépio do Pipiripau

Os músicos tocam baixinho
Uma suave música fininha
Que sobe prás estrelinhas
Do céu pintado de azul.

Gira e regira na praça
A eterna zanga-burrinha
– Tão engraçadinha

Olha a calma do pescador
Pescando sempre o mesmo peixe
Com o mesmo anzol.

Olha o barqueiro que não é Pedro...

Os meninos perfilados germânicos
Entram na igreja
E saem depressa
E tornam a entrar.

(E tornam a sair)

A atmosfera febril de trabalho
Ferreiros sapateiros mexendo

A calma das casas subindo a ladeira
Descendo a ladeira e os bichos
Cândidos bichos de papelão
Rodeando o menino Jesus que abençoa aquilo tudo!

Meus olhos mineiros namoram o presepe
e dizem alegres: Mas que bonito!


Carlos Drummond de Andrade
(sob o pseudônimo de Antônio Chrispim)
Diário de Minas, 30 de janeiro de 1927.

O Museu de História Natural e Jardim Botânico (MHNJB) da UFMG guarda um importante tesouro da arte popular – o Presépio do Pipiripau. Criado ao longo do século XX, pelo artesão Raimundo Machado, sincroniza 586 figuras móveis, distribuídas por 45 cenas, que contam a história da vida e da morte de Jesus Cristo, costurada ao cotidiano de uma cidade, com sua variedade de artes e ofícios.

 

Veja também sobre o Presépio do Pipiripau:
A obra
O artista
Presépio do Pipiripin

 topo
Presépio do Pipiripau
Clique nas miniaturas para ver uma imagem