Saiba mais sobre as diversas áreas de pesquisa da UFMG.

Ciências agrárias

Ciências biológicas

Engenharias

Ciências exatas e da terra

Ciências humanas

Ciências da saúde

Ciências sociais aplicadas

Linguística, letras e artes





Informações gerais sobre propriedade intelectual



Medicina
A Faculdade de Medicina da UFMG desenvolve atualmente mais de 100 linhas de pesquisa em seus dez departamentos, utilizando a infra-estrutura do Hospital das Clínicas e de 14 laboratórios. Dos mais de 470 professores da Unidade, cerca de 60% possuem graus de mestre ou doutor, e a maioria participa da produção científica.
Muitos dos trabalhos têm origem nos 12 cursos de pós-graduação em Medicina oferecidos pela UFMG. Entre as linhas mais fortes, podem ser citados trabalhos sobre Doenças Infecto-Parasitárias, Hematologia e Oncologia, Gastroenterologia e Cirurgia do Aparelho Digestivo, Oftalmologia e Endocrinologia.
Existe ainda um grande número de publicações nas áreas de Patologia, Cirurgia, Cirurgia Ambulatorial, Doenças Infecto-parasitárias, Venenos de Aracnídeos e Cobras, Transplantes, Toxicologia, Medicina Tropical, Doenças Sexualmente Transmissíveis, Aids, Medicina Fetal, Oncologia, Ginecologia e Obstetrícia e Medicina Preventiva e Social.

Enfermagem
A Faculdade de Enfermagem mobiliza atualmente mais de 50% dos 82 professores, a maioria mestres e doutores, em projetos em grande parte interdisciplinares. Distribuídos entre os três departamentos da Unidade, têm como campo de trabalho os hospitais da Universidade e da rede pública. Entre os temas, figuram a Educação e o Currículo em Enfermagem, Doenças Transmissíveis, Força de Trabalho, Qualidade de Saúde do Trabalhador e Ritos de Morte na Lembrança dos Velhos.

Odontologia
Composta por quatro departamentos, a Faculdade de Odontologia envolve em atividades de pesquisa grande parte dos mais de 100 professores da Unidade, sendo que 20% dos pesquisadores têm doutorado e mestrado. Os grupos mais fortes desenvolvem trabalhos nas áreas de Biossegurança na Prática Odontológica, Traumatismos Dentários, Representação Social da Saúde e Doença Bucal, Tratamento Ortodôntico em Dentes Decíduos e Permanentes, Cirurgia, Doença Peridental e Ceratocisto e Prevenção e Epidemiologia da Cárie e outras doenças.

Farmácia
A Faculdade de Farmácia, também formada por quatro departamentos, desenvolve pesquisas principalmente na área experimental. Entre os mais de 70 professores da Unidade, cerca de 35% têm doutorado e aproximadamente a mesma quantidade possui o grau de mestre. As linhas mais importantes estão relacionadas ao desenvolvimento de novas substâncias e remédios nos laboratórios da Faculdade, principalmente no de Medicamentos e no de Farmacognose e Fitoquímica.
O departamento de Alimentos também desenvolve trabalhos de ponta no setor de Biotecnologia (controle de qualidade, ciência e tecnologia de alimentos). O departamento de Análises Clínicas e Toxicológicas tem relevantes trabalhos na área de parasitologia e toxicologia aplicada, bem como de bioquímica clínica.

Educação Física
A Faculdade de Educação Física desenvolve cerca de 20 linhas de pesquisa. Nos dois departamentos ligados ao curso de Educação Física, quase a metade dos cerca de 35 professores está envolvida em projetos de pesquisa, em sua maioria desenvolvidos nos Laboratórios de Fisiologia do Exercício e de Psicologia do Esporte. Destacam-se estudos do comportamento do organismo humano, condicionamento físico de atletas, prevenção de acidentes térmicos durante exercícios, efeito da cafeína sobre o organismo e repostas neuroendócrinas ao exercício. No departamento de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, os principais projetos se relacionam à Neuropediatria e à Fisioterapia em Geriatria, Ortopedia e Neurologia. Os pesquisadores do departamento atuam no ambulatório do Hospital das Clínicas e no Laboratório de Ginástica Terapêutica, pertencente à Escola.




-->