Pesquisadora analisa riscos e benefícios de organismos geneticamente modificados em Encontro no ICB | AgendaIN UFMG

Pesquisadora analisa riscos e benefícios de organismos geneticamente modificados em Encontro no ICB

No dia 20 de outubro, terça-feira, às 17h30, a presidente da Associação Nacional de Biossegurança, Leila Macedo Oda, será a convidada especial para a conferência de abertura oficial do Encontro de Ciência, Cultura e Arte do ICB, sobre o tema “Organismos geneticamente modificados (OGM): heróis ou vilões?”.

Autoridade em biossegurança, Leila Oda defende a flexibilização nas leis brasileiras de biotecnologia. Segundo ela, sua palestra irá mostrar como a desinformação e os movimentos ideológicos desconstroem e impactam no desenvolvimento da Ciência.

“A biotecnologia pode trazer independência para o Brasil na agricultura e na medicina. Mas, infelizmente, muitos avanços ficam parados na esfera das pesquisas”, considera, lembrando que o Brasil é pioneiro na área de pesquisas genômicas e proteômicas na América Latina. Ambas as áreas são bastante desenvolvidas no ICB.

Ela defende que há necessidade de um amplo diálogo entre a sociedade e a comunidade científica: “A população ficou insegura, pois não foi dado a ela o direito de escolha. A ciência esteve muito distante da sociedade e as campanhas contrárias ao uso de transgênicos e OGM suscitaram dúvidas”.

Leila considera ainda que a lei brasileira usa a tecnologia como prevenção. “Uma lei de biossegurança eficaz precisa se distanciar da esfera emocional. A primeira análise de risco deve ser científica. E os estudos devem ser específicos, para que fique comprovada a segurança para os seres humanos e para o meio ambiente”, afirma, lembrando que atualmente o modelo regulatório brasileiro é equivalente ao Modelo Europeu.

A primeira edição da Lei Brasileira de Biossegurança e sua revisão (Lei 11.105 de 2005) internalizam o Princípio da Precaução, pois prevê uma análise caso a caso. Da mesma forma, as Diretivas Europeias estabelecem procedimentos diferenciados para a análise da segurança de produtos advindos da tecnologia do DNA recombinante.

O Encontro de Ciência, Cultura e Arte do ICB integra a Semana do Conhecimento, da UFMG e a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, do governo federal. Entre os dias 19 e 22 de outubro, uma vasta programação, gratuita, será oferecida ao público em geral.

Para mais informações, consulte a programação no link.