Pró-RH UFMG
Facebook
Estrutura do PCCTAE

O nosso Plano de Carreira é estruturado em:

a) 05 (cinco) níveis de classificação, que é a divisão básica da Carreira, integrada por conjunto de cargos, organizados e hierarquizados a partir do nível de responsabilidade, grau de complexidade das atribuições, requisito de escolaridade, conhecimentos, habilidades específicas, formação especializada, experiência, risco e esforço físico para o desempenho das atribuições próprias de cada um deles;

b) 04 (quatro) níveis de capacitação em cada nível de classificação, que correspondem às posições que o servidor vai ocupando ao longo de sua trajetória profissional, em função de certificados de capacitação profissional, realizada após o ingresso;

c) 49 (quarenta e nove) padrões de vencimento (vencimento básico, primeiro item do seu contracheque), no total do Plano, sendo 16 (dezesseis) em cada nível de classificação e capacitação;

d) Diferença constante de 3,9% (step) entre um padrão de vencimento e outro;

e) Até 2008 a carreira obedecia ao princípio da linearidade na construção da tabela, com interpolação constante (mesmo número de padrões de vencimento) entre um nível de classificação (A, B, C, D e E) e outro. Isso garantia a isonomia de tratamento entre os níveis de classificação. A partir de 2008, não se adota mais tal princípio, por diferentes razões e, igualmente, com diferentes implicações.

Veja no desenho abaixo a estrutura atual do PCCTAE: