Grande Prêmio UFMG de Teses 2017

Em solenidade no auditório da Reitoria na noite do dia 19 de outubro de 2017, foram anunciados os vencedores do Prêmio UFMG de Teses 2017, que contemplou 48 trabalhos de doutorado defendidos em 2016.

Na mesma cerimônia, foram anunciados os ganhadores do Grande Prêmio UFMG de Teses 2017, um para cada grupo das três grandes áreas do conhecimento:

• Ciências Agrárias, Ciências Biológicas e Ciências da Saúde

Ganhadora: Lourena Emanuele Costa, doutora pelo Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde: Infectologia e Medicina Tropical;
Orientador: Eduardo Antônio Ferraz Coelho;
Tese: Biotecnologia de phage display aplicada para o desenvolvimento de uma vacina contra as leishmanioses e novas plataformas de diagnóstico sorológico.

 

• Ciências Exatas e da Terra e Engenharias

Ganhador: Vitor Nazário Coelho, doutor pelo Programa de Pós-graduação em Engenharia Elétrica;
Orientador: Frederico Gadelha Guimarães;
Tese: Multi-objective microgrid storage planning problem using plug-in electric vehicles.

 

• Ciências Humanas, Ciências Sociais Aplicadas e Linguística, Letras e Artes

Ganhadora: Daniela Teixeira Dutra Viola, doutora pelo Programa de Pós-graduação em Psicologia;
Orientadora: Ângela Maria Resende Vorcaro;
Tese: O momento-limite conceitual: Um estudo sobre as implicações sociais e subjetivas do saber na passagem adolescente.

 

vencedores Teses
Daniela Viola, Vitor Nazário e Lourena Costa com as medalhas do Grande Prêmio de Teses
Foca Lisboa / UFMG

 

Os agraciados com o Grande Prêmio UFMG de Teses receberam medalha e diploma. Ao orientador de cada um dos trabalhos selecionados foi concedido diploma. Também foi outorgada distinção aos programas de pós-graduação a que as teses estão vinculadas.

Outras cinco teses foram agraciadas com menção honrosa, sendo três da área de Ciências Agrárias, Ciências Biológicas e Ciências da Saúde. As outras duas menções honrosas foram atribuídas a trabalhos da grande área de Ciências Humanas, Ciências Sociais Aplicadas, Linguística, Letras e Artes.

A pró-reitora de Pós-graduação, Denise Trombert, fez uma breve análise comparativa da posição da UFMG com base nos resultados da mais recente avaliação da Capes. “Quarenta e sete por cento dos nossos programas de doutorado [33 de um universo de 69] são de excelência internacional [notas 6 e 7]. A média nacional é de 21%”, informou.

 

img2
Cerimônia reuniu doutores, profesores e dirigentes da UFMG
Foca Lisboa / UFMG

Maiores informações em UFMG

 

Sexta-feira, 20 de outubro 2017, às 08h15

FOTOS