EVENTO GRATUITO

04 DE SETEMBRO – ÀS 19H
CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL
PRAÇA DA LIBERDADE – BELO HORIZONTE

Vacinas: imunizar por quê?

Nas últimas décadas, as vacinas foram responsáveis pelo controle e, até mesmo, pela erradicação de graves doenças contagiosas. No entanto, nem os avanços da pesquisa de ponta parecem ser capazes de barrar a onda de desconfiança quanto à sua eficácia e segurança. Em janeiro, a Organização Mundial da Saúde (OMS) definiu a relutância à vacinação como um dos dez principais problemas que as políticas públicas de saúde enfrentarão em seu novo plano estratégico, que terá duração de cinco anos. Na avaliação da OMS, a imunização é uma das formas mais custo-efetivas de evitar doenças, prevenindo atualmente cerca de dois a três milhões de mortes por ano. Os professores Flávio Guimarães e Lilian Diniz apresentarão as últimas descobertas e os avanços da UFMG na área, assim como seus impactos na saúde da população.

Idealizado pela Pró-reitoria de Pesquisa (PRPq / UFMG) e realizado em parceria com o Centro de Comunicação (Cedecom / UFMG), com o apoio da Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep), o UFMG Talks mostra como a ciência produzida na UFMG está presente no dia a dia das pessoas.

PALESTRANTES


Flávio Guimarães

Professor do Departamento de Microbiologia da UFMG, Flávio Guimarães da Fonseca, em suas pesquisas, dedica-se às áreas de vacinologia e virologia. É graduado em ciências biológicas (1993), com mestrado (1996) e doutorado (2000) em microbiologia pela UFMG. Fez pós-doutorado no National Institutes of Health (NIH) em Bethesda, nos Estados Unidos, e no Centro de Pesquisas René Rachou, em Belo Horizonte. Flávio integra a equipe de pesquisadores que desenvolve a vacina contra a dengue e também trabalha no CT Vacinas, uma parceria da UFMG, do Instituto René Rachou e do Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BHTec).

Lilian Diniz

Professora do Departamento de Pediatria da UFMG, Lilian Martins Oliveira Diniz também atua como preceptora da residência médica em infectologia pediátrica na Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (FHEMIG). É graduada em medicina (1999) pela UFMG, com residência médica em pediatria e infectologia pediátrica no Hospital das Clínicas da UFMG. Fez mestrado (2005) e doutorado (2009) em ciência da saúde pela UFMG, com ênfase no estudo de crianças infectadas pelo HIV.