UFMG TALKS

Da física quântica e vacinas à neurociência, passando pelos estudos sobre a criminalidade, tangenciando a arte e as manifestações culturais e aportando na inteligência artificial, não há fronteiras para o UFMG Talks. Nesse espaço, aberto e democrático, a ciência e a pesquisa desenvolvidas pela UFMG ganham visibilidade e apresentam sua contribuição ao desenvolvimento do país, não apenas sob o ponto de vista econômico, mas, principalmente, do bem-estar e da qualidade de vida. Uma universidade contemporânea, ou seja, uma instituição de ensino superior atual – como a UFMG – precisa criar e estabelecer mecanismos de troca e compartilhamento, cada vez mais fortes, com a sociedade na qual está integrada. É claro que temos nossas especificidades, nosso maneirismo peculiar de instituição que produz e preserva conhecimento, mas esse conhecimento ganha sentido quando posto à prova, quando é disseminado. Ao escolher enfocar questões advindas da sociedade, demandas do sistema produtivo, questionamentos relacionados à cultura hegemônica, a Universidade potencializa o impacto de sua atividade e atesta a sua relevância. Essa interação agrega valor ao conhecimento, em seu processo de permanente construção.