Universidade Federal de Minas Gerais

Bônus pode igualar acesso de alunos de escolas públicas e privadas à UFMG

sexta-feira, 16 de maio de 2008, às 16h41

De acordo com estudo feito pela Pró-reitoria de Graduação da UFMG, o bônus do vestibular aprovado pelo Conselho Universitário da Universidade vai ampliar o acesso a estudantes de escolas públicas em cerca de 15%. Isso significa que, de 35%, os ingressantes provenientes de instituições públicas de ensino vão corresponder a 50% dos aprovados, igualando-se aos de escolas privadas. O estudo foi feito com base nos números do Vestibular 2006 e não inclui a simulação da entrada de negros de escolas públicas na UFMG.

O bônus foi aprovado na reunião do Conselho Universitário da última quinta-feira, 15 de maio. O mecanismo concede um adicional de 10% na pontuação obtida no vestibular a candidados que freqüentaram escola pública da 5ª série do ensino fundamental ao último ano do ensino médio. Também foi aprovado o acréscimo de 5% ao bônus se o candidato se auto-declarar negro. Isso significa que os afro-descendentes estudantes de instituições públicas nos últimos sete anos da educação básica vão ter sua pontuação aumentada em 15%. O benefício entra em vigor no próximo vestibular. Os acréscimos de 10% e 15% vão ser concedidos nas duas estapas do concurso.

De acordo com o reitor da UFMG, professor Ronaldo Pena, a medida difere da política de cotas porque não é a simples reserva de vagas. “O bônus depende da nota que o aluno da escola pública tira, o que valoriza o mérito do estudante que se aproxima da aprovação”. O reitor ressalta que o bônus vai equilibrar as condições de competição entre alunos de escolas públicas e privadas, sem prejudicar os estudantes de instituições privadas. “Pensando em termos de políticas públicas, teremos um país mais justo, com mais oportunidades e menos violência”, comenta. Universidades como a Unicamp, a USP, a Federal Fluminense (UFF) e a Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) já adotam sistemas semelhantes.

A comprovação dos estudos em escola pública será feita por meio do histórico escolar do candidato. Mas, a Comissão Permanente de Vestibular da UFMG (Copeve) ainda não definiu como e quando a entrega vai ser feita. No formulário de inscrição, o candidato já declara sua trajetória escolar e a raça à qual pertence. Segundo o pró-reitor de Graduação, professor Mauro Braga, é provável que o questionário seja reformulado e que algumas perguntas sejam incluídas.

Para que mais candidatos de escolas públicas tenham chances de se inscrever no Vestibular 2009, o prazo para o pedido de isenção da taxa de inscrição será reaberto na próxima segunda-feira. O pedido de isenção poderá ser feito até 16 de junho. As inscrições para o Vestibular acontecem entre 10 de agosto e 12 de setembro.

Ronaldo Pena destacou que a proposta de inclusão social da Universidade também inclui a criação de cerca de 1.200 novas vagas no Vestibular 2009, das quais mais de 700 são para cursos noturnos. Uma expansão de mil vagas está prevista para o Vestibular 2010.

26/jun, 14h05 - Startup da UFMG vence competição nacional de projetos de saneamento básico

26/jun, 7h04 - ‘Carregador de água na peneira’, Robson Santos, do ICB, é o novo emérito da UFMG

26/jun, 6h47 - Molécula de ação antitumoral mais seletiva patenteada nos EUA é destaque em nova edição do Boletim

26/jun, 6h41 - Pró-reitoria de Extensão lança edital de fomento a ações para 2018

26/jun, 6h36 - Inscrições para seminário sobre a mosca 'drosophila' podem ser feitas com desconto até o dia 8

26/jun, 6h32 - Faculdade de Educação promove palestra sobre Base Nacional Curricular para educação infantil

26/jun, 6h30 - Coral de Trombones e Tubas da UFMG é atração da noite de segunda no Conservatório

23/jun, 16h50 - Instituto de Ciências Agrárias divulga atividades que receberão apoio financeiro neste ano

23/jun, 7h08 - Estudantes organizam primeira Parada do Orgulho LGBT na UFMG

23/jun, 6h58 - Aluno da Medicina disputa vaga para representar o Brasil em maratona na Finlândia

23/jun, 6h54 - Em livro, professor da FaE mostra que projeto editorial consolidou Rui Barbosa como influência intelectual

23/jun, 6h40 - Tiradentes expõe obras de artistas da Escola de Belas-Artes

23/jun, 6h37 - Dietas em xeque, ficção científica e histórias de Minas movimentam Espaço do Conhecimento no fim de semana

23/jun, 6h31 - Conservatório prorroga inscrições para apresentações de recitais de formatura no segundo semestre

23/jun, 6h19 - Violonista Lucas Telles interpreta brasilianas de Radamés Gnattali, em recital nesta noite

Classificar por categorias (30 textos mais recentes de cada):
Artigos
Calouradas
Conferência das Humanidades
Destaques
Domingo no Campus
Eleições Reitoria
Encontro da AULP
Entrevistas
Eschwege 50 anos
Estudante
Eventos
Festival de Inverno
Festival de Verão
Gripe Suína
Jornada Africana
Libras
Matrícula
Mostra das Profissões
Mostra das Profissões 2009
Mostra das Profissões e UFMG Jovem
Mostra Virtual das Profissões
Notas à Comunidade
Notícias
O dia no Campus
Participa UFMG
Pesquisa
Pesquisa e Inovação
Residência Artística Internacional
Reuni
Reunião da SBPC
Semana de Saúde Mental
Semana do Conhecimento
Semana do Servidor
Seminário de Diamantina
Sisu
Sisu e Vestibular
Sisu e Vestibular 2016
UFMG 85 Anos
UFMG 90 anos
UFMG, meu lugar
Vestibular
Volta às aulas

Arquivos mensais:
junho de 2017 (134)
maio de 2017 (192)
abril de 2017 (133)
março de 2017 (205)
fevereiro de 2017 (142)
janeiro de 2017 (109)
dezembro de 2016 (108)
novembro de 2016 (141)
outubro de 2016 (229)
setembro de 2016 (219)
agosto de 2016 (188)
julho de 2016 (176)
junho de 2016 (213)
maio de 2016 (208)
abril de 2016 (177)
março de 2016 (236)
fevereiro de 2016 (138)
janeiro de 2016 (131)
dezembro de 2015 (148)
novembro de 2015 (214)
outubro de 2015 (256)
setembro de 2015 (195)
agosto de 2015 (209)
julho de 2015 (184)
junho de 2015 (225)
maio de 2015 (248)
abril de 2015 (215)
março de 2015 (224)
fevereiro de 2015 (170)
janeiro de 2015 (156)
dezembro de 2014 (163)
novembro de 2014 (245)
outubro de 2014 (281)

Expediente