Universidade Federal de Minas Gerais

Estudantes apresentam carta elaborada em seminário sobre transporte

terça-feira, 10 de junho de 2008, às 11h18

Os 130 participantes do seminário Políticas Públicas de Juventude no Transporte, realizado entre 3 e 5 de junho, na Faculdade de Educação (FaE) da UFMG, elaboraram uma carta que será protocolada na Câmara Municipal de Belo Horizonte, na Prefeitura, na Assembléia Legislativa de Minas Gerais e no Governo do Estado. O evento abordou o problema do transporte coletivo e suas possíveis soluções, por meio de políticas públicas de inclusão da juventude e incentivo à educação e à cultura.

O texto contempla a dificuldade dos jovens em custear o transporte para chegar às escolas e universidades. Também ressalta o preço da passagem, considerado caro pelos estudantes, e a concentração de propriedade das empresas de transporte coletivo em Belo Horizonte. Por fim, destacam o passe livre e o meio-passe como soluções para desonerar os jovens e suas famílias.

O seminário Políticas Públicas de Juventude no Transporte foi organizado pelo Movimento Correnteza e pela Ames, com apoio da Diretoria de Assuntos Estudantis (DAE) da UFMG, da Coordenadoria de Assuntos Comunitários (CAC), da FaE, da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (Fafich) e dos diretórios acadêmicos da Faculdade de Letras (Fale) e da Escola de Ciência da Informação (ECI).

Confira trechos da carta aberta escrita pelos estudantes:

“30% dos jovens param os estudos (evasão escolar) porque não têm dinheiro para pagar as passagens. E esse não é o único problema que a juventude brasileira enfrenta hoje, o IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) divulgou dados alarmantes: cerca de 50% dos desempregados do país têm entre 15 e 24 anos e que a tendência é que esse número cresça a cada dia.
(...)
Sabemos o quanto o dinheiro para o transporte onera as famílias e a diferença que faria na qualidade de vida e poder de compra do povo. Talvez até os jovens não precisassem largar os estudos para trabalhar.
(...)
Outro fato é que em BH (...) a passagem é uma das mais caras do país e é a única capital do país em que não há nenhum beneficio no transporte coletivo para os estudantes, mesmo cercada por várias cidades da região metropolitana que possuem passe livre ou meio-passe. Existe um projeto de lei na câmara municipal de BH (nº 1029/06), no qual 30% do investimento em propagandas nas costas dos ônibus garantiria a meia passagem para todos os estudantes de BH, desde o primeiro grau à universidade. No entanto, esta lei continua em discussão na câmara dos vereadores.
(...)
Na capital, somente sete famílias são donas de todas as linhas de ônibus, geridas pela BH Trans, que circulam lotados na cidade. E é por influência dessas mesmas sete famílias que outras formas de transporte alternativos não são incentivadas e que os estudantes não têm o meio-passe.”

26/mai, 12h22 - Jazz e música brasileira instrumental movimentam o Conservatório nesta quarta

26/mai, 11h03 - Seminário propõe debate sobre estratégias de comunicação para educação a distância

26/mai, 5h57 - Em seminário na Faculdade de Direito, especialistas discutem governança das redes e Marco Civil da Internet

26/mai, 5h56 - Professores da UFMG desenvolvem site para auxiliar na gestão de áreas ocupadas pela agropecuária

26/mai, 5h53 - Cine Club Ñ exibe 'Relatos selvagens' em sessão comentada nesta terça

26/mai, 5h51 - Sem palheta, violonista mineiro apresenta composições próprias nesta noite

26/mai, 5h50 - Ciclo de estudos sobre álcool e outras drogas inscreve até sexta-feira

26/mai, 5h49 - Workshop na próxima sexta orienta sobre redação e submissão de trabalhos acadêmicos

26/mai, 5h48 - Inscrições para bolsas de doutorado da Comissão Europeia terminam no dia 31

26/mai, 5h46 - Especialização que prepara professores para o ensino de inglês recebe inscrições até junho

25/mai, 14h17 - Revista da UFMG recebe artigos sobre ‘Diversidade’ para nova edição

25/mai, 13h02 - Abertas inscrições para o Enem; provas serão em outubro

25/mai, 8h06 - Especialistas vão debater contribuição da universidade para atenção obstétrica e neonatal

25/mai, 6h04 - Evento que abre as portas do campus Pampulha para a comunidade é destaque do Boletim desta semana

25/mai, 5h58 - Em livro, professora de teatro conta a história da improvisação e propõe metodologias de treinamento

Classificar por categorias (30 textos mais recentes de cada):
Artigos
Calouradas
Destaques
Eleições Reitoria
Encontro da AULP
Estudante
Eventos
Festival de Inverno
Festival de Verão
Gripe Suína
Jornada Africana
Libras
Mostra das Profissões
Mostra das Profissões 2009
Mostra Virtual das Profissões
Notas à Comunidade
Notícias
O dia no Campus
Pesquisa
Pesquisa e Inovação
Residência Artística Internacional
Reuni
Semana do Conhecimento
Semana do Servidor
Seminário de Diamantina
Sisu
Sisu e Vestibular
UFMG 85 Anos
UFMG, meu lugar
Vestibular

Arquivos mensais:
maio de 2015 (209)
abril de 2015 (215)
março de 2015 (224)
fevereiro de 2015 (170)
janeiro de 2015 (156)
dezembro de 2014 (163)
novembro de 2014 (245)
outubro de 2014 (281)
setembro de 2014 (267)
agosto de 2014 (229)
julho de 2014 (183)
junho de 2014 (156)
maio de 2014 (239)
abril de 2014 (236)
março de 2014 (202)
fevereiro de 2014 (228)
janeiro de 2014 (130)
dezembro de 2013 (180)
novembro de 2013 (282)
outubro de 2013 (280)
setembro de 2013 (233)
agosto de 2013 (229)
julho de 2013 (202)
junho de 2013 (209)
maio de 2013 (248)
abril de 2013 (247)
março de 2013 (186)
fevereiro de 2013 (155)
janeiro de 2013 (163)
dezembro de 2012 (145)
novembro de 2012 (226)
outubro de 2012 (258)
setembro de 2012 (220)

Expediente