Universidade Federal de Minas Gerais

Crise psicológica de estudantes é tema de seminário

quinta-feira, 27 de outubro de 2005, às 18h35

Uma pesquisa realizada pela Andifes (Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior), por meio do Fórum Nacional de Pró-Reitores de Assuntos Comunitários e Estudantis (Fonaprace), revelou que 39% dos estudantes das instituições federais de ensino superior (Ifes) passam por alguma dificuldade emocional.

O estudo foi tema do seminário Serviços de Apoio Psicológico e Social a Estudantes nas IFES, que terminou nesta quinta-feira, 27 de outubro, e foi realizado pelo Fonaprace, em Brasília. No encontro, reuniram-se vários profissionais de psicologia, psiquiatria e assistentes sociais a fim de debater os resultados do diagnóstico, além de capacitar esses profissionais da saúde a lidar com a crise emocional comum entre os estudantes.

Além da capacitação, o seminário da Andifes pretende elaborar um conjunto de ações, a ser aprovado pelas Ifes, com o objetivo de superar os problemas identificados, melhorando, assim, as condições de estudo dos alunos. Segundo a coordenadora nacional do Fonaprace, Thérèse Hofmann Gatti, o objetivo é criar uma rede de apoio, que possa atender à saúde emocional dos alunos, promovendo a melhoria no seu bem-estar e, conseqüentemente, nos seus estudos.

Diagnóstico
Segundo o diagnóstico, realizado pelo psicólogo Marcelo Tavares, professor da Universidade de Brasília (UnB), dos 39% de alunos com crises psicológicas, pelo menos 5,5% fazem uso de medicação psiquiátrica e 24% já procuraram ajuda psicológica. Além disso, estima-se que entre 10 e 20% dos estudantes das universidades federais estejam em processo agudo de crise, que requer apoio psicológico imediato.

As crises emocionais prejudicam a vida pessoal do aluno e o seu desempenho no curso, levando à retenção ou desistência dos estudos. De acordo com um levantamento feito pelo psicólogo Marcelo Tavares, que é doutor em Intervenção em Crises e Prevenção ao Suicídio e estuda o assunto há quase 20 anos, 47% dos estudantes, de uma amostra de 420 entre 2.200 alunos recém-ingressos na UnB em 2003, já haviam pensado em suicídio pelo menos uma vez na vida, sendo que, para 9,8% deles, a idéia de suicídio era recorrente.

Entre os estudantes universitários as principais causas das crises emocionais estão associadas a situações como o choque cultural ao entrar na universidade, a mudança de cidade, a adaptação à nova turma, o relacionamento com os colegas e a consolidação da personalidade. Isso afeta grande parte dos estudantes, principalmente aqueles de classes sociais menos favorecidas e de minorias sociais.

No estudo do Fonaprace, a incidência de crise emocional é semelhante entre alunos que estão no início e no fim do curso, com índices de 39% e 40%, respectivamente. Muitos desses alunos acabam buscando, no álcool e nas drogas, alívio para ansiedade ou crises de fundo emocional.

Dados do ano 2000 da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que homicídio, suicídio e acidentes, geralmente associados ao uso de álcool e drogas, estão entre as três maiores causas de morte em jovens em transição, entre 15 e 24 anos de idade.

(Com Assessoria de Comunicação da Andifes)

27/mar, 20h06 - Reitoria e Diretoria da Fafich discutem segurança na Unidade

27/mar, 18h32 - Ieat encerra encontro com proposta de maior inserção da transdisciplinaridade nas práticas acadêmicas

27/mar, 14h55 - Em palestra, pesquisadora da África do Sul aborda as apropriações da tragédia grega pelo teatro e literatura africanos

27/mar, 10h09 - Evento ‘Tô de boa, tô no campus’ promove atividades de lazer e entretenimento neste sábado no campus Pampulha

27/mar, 5h56 - Reitor recebe parlamentares mineiros para café da manhã nesta segunda-feira

27/mar, 5h55 - Projetos de pesquisa em cenografia para performance são escolhidos para evento em Praga

27/mar, 5h54 - Café Controverso debate desafios do setor cultural em Minas Gerais

27/mar, 5h52 - Reforma psiquiátrica será discutida em semana de saúde mental

27/mar, 5h49 - Tese da Fale investiga 'niilismo galhofeiro' na obra de Machado de Assis

27/mar, 5h49 - Programação de evento internacional de museus continua neste fim de semana no Espaço do Conhecimento

27/mar, 5h45 - Associação de universidades premiará trabalhos acadêmicos que aproximem comunidades lusófonas

26/mar, 13h10 - Seminário do Ieat é aberto com expectativa de “menos certezas e mais caminhos”

26/mar, 10h35 - Dois Pontos discute obesidade e seus impactos no sistema público de saúde

26/mar, 8h10 - Ieat abre nesta manhã, com transmissão ao vivo, seminário de avaliação de suas atividades

26/mar, 5h58 - Professores da Fafich relançam livro que revê conceitos do jornalismo à luz da pós-modernidade

Classificar por categorias (30 textos mais recentes de cada):
Artigos
Calouradas
Destaques
Eleições Reitoria
Encontro da AULP
Estudante
Eventos
Festival de Inverno
Festival de Verão
Gripe Suína
Jornada Africana
Libras
Mostra das Profissões
Mostra das Profissões 2009
Mostra Virtual das Profissões
Notas à Comunidade
Notícias
O dia no Campus
Pesquisa
Pesquisa e Inovação
Residência Artística Internacional
Reuni
Semana do Conhecimento
Semana do Servidor
Seminário de Diamantina
Sisu
Sisu e Vestibular
UFMG 85 Anos
UFMG, meu lugar
Vestibular

Arquivos mensais:
março de 2015 (202)
fevereiro de 2015 (170)
janeiro de 2015 (156)
dezembro de 2014 (163)
novembro de 2014 (245)
outubro de 2014 (281)
setembro de 2014 (267)
agosto de 2014 (229)
julho de 2014 (183)
junho de 2014 (156)
maio de 2014 (239)
abril de 2014 (236)
março de 2014 (202)
fevereiro de 2014 (228)
janeiro de 2014 (130)
dezembro de 2013 (180)
novembro de 2013 (282)
outubro de 2013 (280)
setembro de 2013 (233)
agosto de 2013 (229)
julho de 2013 (202)
junho de 2013 (209)
maio de 2013 (248)
abril de 2013 (247)
março de 2013 (186)
fevereiro de 2013 (155)
janeiro de 2013 (163)
dezembro de 2012 (145)
novembro de 2012 (226)
outubro de 2012 (258)
setembro de 2012 (220)
agosto de 2012 (212)
julho de 2012 (177)

Expediente