Universidade Federal de Minas Gerais

SENTIMENTO REF_AGRARIA_capa.jpg
Capa do livro Sentimento de reforma agrária, sentimento de República

Editora UFMG lança obra no seminário Utopias agrárias

segunda-feira, 6 de novembro de 2006, às 12h02

A Editora UFMG lança, nesta terça-feira, 7, os livros Sentimento de reforma agrária, sentimento de República e Luiz Camillo - Perfil Intelectual.

A obra Sentimento de reforma agrária, sentimento de República é uma coletânea de artigos que analisam temas como a tradição republicana e o entendimento da terra, a tradição anticapitalista e o modo com que a cinematografia e a música brasileira se apropriam da questão agrária.

Será lançada na sessão de abertura do seminário Utopias Agrárias, na noite desta terça-feira, às 19h30, no Auditório Azul da Escola de Ciência da Informação (leia mais sobre o evento).

Organizada pelos professores Delsy Gonçalves de Paula, Heloisa Maria Murgel Starling e Juarez Rocha Guimarães, a obra reúne artigos cujos principais suportes conceituais são o tema da tradição e o conceito de utopia.

O primeiro busca o resgate da memória da tradição da terra no Brasil, por meio de diversas matrizes de interpretação; e o segundo visa lembrar que a emancipação moderna e o desejo de justiça, berços das criações utópicas, também estão presentes na questão da reforma agrária, tema central na agenda política atual do país.

Na mesma ocasião será lançado o CD-ROM Sentimento de reforma agrária, sentimento de República, que reúne textos – de cunho acadêmico, mas produzidos para um público mais amplo – trechos de filmes – escolhidos num universo de 340 produções nacionais pesquisadas – e músicas populares (cerca de 180 canções de gêneros que vão do rock ao samba) que refletem sobre a interface entre a idéia de república e o mundo.

Luiz Camillo
Já o livro Luiz Camillo - Perfil Intelectual, de Maria Luiza Penna, será lançado às 19 horas, na Academia Mineira de Letras (Rua da Bahia, 1.466 – Lourdes).

A obra retrata a biografia de um dos mais ilustres historiadores e pensadores brasileiros, o itabirano Luiz Camillo de Oliveira Netto (1904-1953), uma das figuras mais marcantes do cenário cultural brasileiro entre as décadas de 1930 e 1950.

A carreira de Luiz Camillo foi marcada por intensa produção intelectual, notória e expressiva atuação em importantes órgãos públicos de abrangência nacional e internacional. Dentre suas funções destacam-se: diretor da Casa de Rui Barbosa (1934-1938), membro do Conselho Nacional de Educação (1936-1950), representante do Brasil no 1º Congresso da História da Expansão Portuguesa no Mundo (1937), professor catedrático de História do Brasil da Universidade do Distrito Federal (1937-1939), diretor da Biblioteca do Itamaraty (1940-43 e 1945-53), sócio da Sociedade de Geografia do Rio de Janeiros, chefe do Serviço de Documentação do Ministério das Relações Exteriores (1942/43), membro da Comissão de Estudos dos Textos de História do Brasil, chefe dos Anais, chefe do Serviço de Documentação na Conferência Interamericana para a manutenção da Paz e da Segurança no Continente (1947).

Participou da elaboração e assinou o Manifesto dos Mineiros e foi quem articulou a entrevista de José Américo que derrotou a censura à imprensa e o próprio regime ditatorial de Getúlio Vargas.

27/mai, 14h11 - Graduandos podem se inscrever até dia 29 para bolsas em Portugal e países ibero-americanos

27/mai, 13h29 - Artigo de pesquisadores da UFMG é publicado em livro que analisa programa habitacional

27/mai, 8h35 - Representantes de cursos de saúde e agrárias participam hoje de encontro de autoavaliação

27/mai, 5h56 - Cineclube Fafich exibe hoje filme sobre a vida de líder espiritual da etnia guarani

27/mai, 5h53 - Escola de Arquitetura recebe inscrições para curso de extensão sobre morfologia urbana

27/mai, 5h50 - MPB dita o ritmo do projeto Música & Poesia desta quarta

27/mai, 5h48 - Projetos em estudos africanos podem se candidatar a financiamento até 30 de setembro

27/mai, 5h45 - Simpósio discutirá fenomenologia desenvolvida por Edith Stein; inscrições estão abertas

27/mai, 5h23 - Pesquisa pioneira no Brasil analisa discursos políticos dos frades pregadores da Itália medieval

26/mai, 17h46 - UFMG abre seleção para preencher 371 vagas remanescentes na graduação

26/mai, 15h25 - 'Cabaré vagabundo', musical que reflete sobre o ofício do ator, é a atração do Quarta Doze e Trinta

26/mai, 13h23 - Começa amanhã seminário que vai discutir comunicação pública da pesquisa em educação

26/mai, 13h21 - Estudiosos da cultura e literatura andina se reúnem na Fale a partir de amanhã

26/mai, 12h22 - Jazz e música brasileira instrumental movimentam o Conservatório nesta quarta

26/mai, 11h03 - Seminário propõe debate sobre estratégias de comunicação para educação a distância

Classificar por categorias (30 textos mais recentes de cada):
Artigos
Calouradas
Destaques
Eleições Reitoria
Encontro da AULP
Estudante
Eventos
Festival de Inverno
Festival de Verão
Gripe Suína
Jornada Africana
Libras
Mostra das Profissões
Mostra das Profissões 2009
Mostra Virtual das Profissões
Notas à Comunidade
Notícias
O dia no Campus
Pesquisa
Pesquisa e Inovação
Residência Artística Internacional
Reuni
Semana do Conhecimento
Semana do Servidor
Seminário de Diamantina
Sisu
Sisu e Vestibular
UFMG 85 Anos
UFMG, meu lugar
Vestibular

Arquivos mensais:
maio de 2015 (222)
abril de 2015 (215)
março de 2015 (224)
fevereiro de 2015 (170)
janeiro de 2015 (156)
dezembro de 2014 (163)
novembro de 2014 (245)
outubro de 2014 (281)
setembro de 2014 (267)
agosto de 2014 (229)
julho de 2014 (183)
junho de 2014 (156)
maio de 2014 (239)
abril de 2014 (236)
março de 2014 (202)
fevereiro de 2014 (228)
janeiro de 2014 (130)
dezembro de 2013 (180)
novembro de 2013 (282)
outubro de 2013 (280)
setembro de 2013 (233)
agosto de 2013 (229)
julho de 2013 (202)
junho de 2013 (209)
maio de 2013 (248)
abril de 2013 (247)
março de 2013 (186)
fevereiro de 2013 (155)
janeiro de 2013 (163)
dezembro de 2012 (145)
novembro de 2012 (226)
outubro de 2012 (258)
setembro de 2012 (220)

Expediente