Universidade Federal de Minas Gerais

Foca Lisboa
Ivan Domingues.JPG
Ivan Domingues, coordenador da pós-graduação

Filosofia comemora 300ª defesa na pós-graduação

terça-feira, 21 de novembro de 2006, às 15h36

O Programa de Pós-graduação em Filosofia da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (Fafich) da UFMG comemora, nesta quarta-feira, 22, às 16h, a 300ª defesa, entre mestrado e doutorado, apresentada no Departamento de Filosofia da Unidade.

O trabalho foi defendido no dia 1º de agosto pelo aluno Marcos de Almeida Matos, sob o título O que faz uma regra? Desenvolvimentos de uma imagem wittgensteiniana do significado e a banca foi formada pelos professores Ernesto Perini Frizzera da Mota Santos, da UFMG (orientador); Hilan Nissior Bensusan, da UnB; e Sérgio Ricardo Neves de Miranda, da Ufop.

A comemoração pela 300ª defesa acontece no auditório Professor Baesse, da Fafich, antecedida pelo lançamento acadêmico do livro Republicanismo e realismo. Um perfil de Francesco Guicciardini, do professor Newton Bignotto, com mesa formada, além do autor, pelos professores Telma Birchal e Helton Adverse.

Excelência
Para o professor Ivan Dominges, coordenador do Programa de Pós-graduação em Filosofia da Fafich, a 300ª desfesa é um marco importante na história acadêmica da filosofia em Minas Gerais. Segundo ele "nosso programa vem obtendo, na avaliação da Capes, as notas mais elevadas desde sua fundação, especialmente a partir dos anos 1990. Atualmente temos a classificação de nível 6, padrão internacional compartilhado com a USP e a Unicamp".

Num restrospecto das atividades de pós-graduação em filosofia na UFMG, Domingues informa que a primeira defesa de dissertação nessa área "ocorreu 10 de dezembro de 1975, com o trabalho A constituição da consciência em Jean-Paul Sartre, de autoria do ex-colega e hoje professor aposentado, Sebastião Trogo. O orientador foi professor José de Anchieta Correa e a banca constituída pelos professores José de Anchieta Correa, Roberto Lyra Filho (UnB) e Hilton Ferreira Japiassu (UFRJ)", relembra.

Wittgenstein
A 300ª defesa ocorrida este ano consiste na exposição e no exame de algumas tentativas de explicitar ou desenvolver as observações de Wittgenstein sobre a relação normativa da compreensão com os cursos de ação dos falantes de uma linguagem - relação sumarizada pelo conceito de regra lingüística.

Segundo o autor, Marcos de Almeida Matos, "trata-se de um esforço em mapear algumas questões pertinentes a esses desenvolvimentos, tais como aparecem no comunitarismo de Saul Kripke, no anti-realismo de Michael Dummett e Crispin Wright, e na postura anti-redutivista de John McDowell".

"Os quatro autores partem de pontos de vista distintos, o que lhes permite elaborar diferentes imagens daquilo que constituem os comprometimentos com os quais nos engajamos ao participar da compreensão de uma linguagem. Desse modo, a dissertação não procura estabelecer a melhor maneira de interpretar Wittgenstein, mas antes determinar uma parte de sua herança para a filosofia da linguagem elaborada no século XX", conclui Almeida Matos.

22/mai, 18h34 - Compós premia tese da UFMG que discute relações de poder em discursos sobre trabalho doméstico infantil

22/mai, 17h43 - Debate sobre a arte contemporânea reúne Yara Tupynambá e Rodrigo Vivas no Espaço do Conhecimento

22/mai, 16h39 - Ars Nova recebe, até segunda, inscrições para seleção de três coristas

22/mai, 5h59 - Mostra 'Entreposto', de Mário Azevedo, pode ser visitada a partir de amanhã no Centro Cultural

22/mai, 5h58 - Faculdade de Direito inicia hoje mutirão para analisar situação processual de presos do Ceresp Gameleira

22/mai, 5h57 - Cineam, da Fale, exibe filme português inspirado no mito de Electra

22/mai, 5h54 - Conservatório UFMG prorroga inscrições para seleção de músicos

22/mai, 5h54 - Mestrado em Ciência de Alimentos seleciona candidatos

22/mai, 5h53 - Performances poético-musicais são atrações desta noite, no Conservatório

22/mai, 5h52 - Mesa-redonda na Escola de Enfermagem vai abordar segurança do paciente

22/mai, 5h51 - Em livro organizado por professor da UFMG, historiadores analisam estratégias de legitimação social e política adotadas pelas ditaduras sul-americanas

22/mai, 5h49 - Revista Aletria, de estudos literários, recebe artigos até 1º de julho

21/mai, 11h36 - Flexibilização do currículo e redução da carga horária figuram entre sugestões de mudanças na graduação

21/mai, 10h36 - Dirigentes de universidades públicas mineiras discutem fortalecimento de parcerias

21/mai, 8h14 - Reitor afirma na Assembleia Legislativa que segurança nos campi é prioridade

Classificar por categorias (30 textos mais recentes de cada):
Artigos
Calouradas
Destaques
Eleições Reitoria
Encontro da AULP
Estudante
Eventos
Festival de Inverno
Festival de Verão
Gripe Suína
Jornada Africana
Libras
Mostra das Profissões
Mostra das Profissões 2009
Mostra Virtual das Profissões
Notas à Comunidade
Notícias
O dia no Campus
Pesquisa
Pesquisa e Inovação
Residência Artística Internacional
Reuni
Semana do Conhecimento
Semana do Servidor
Seminário de Diamantina
Sisu
Sisu e Vestibular
UFMG 85 Anos
UFMG, meu lugar
Vestibular

Arquivos mensais:
maio de 2015 (187)
abril de 2015 (215)
março de 2015 (224)
fevereiro de 2015 (170)
janeiro de 2015 (156)
dezembro de 2014 (163)
novembro de 2014 (245)
outubro de 2014 (281)
setembro de 2014 (267)
agosto de 2014 (229)
julho de 2014 (183)
junho de 2014 (156)
maio de 2014 (239)
abril de 2014 (236)
março de 2014 (202)
fevereiro de 2014 (228)
janeiro de 2014 (130)
dezembro de 2013 (180)
novembro de 2013 (282)
outubro de 2013 (280)
setembro de 2013 (233)
agosto de 2013 (229)
julho de 2013 (202)
junho de 2013 (209)
maio de 2013 (248)
abril de 2013 (247)
março de 2013 (186)
fevereiro de 2013 (155)
janeiro de 2013 (163)
dezembro de 2012 (145)
novembro de 2012 (226)
outubro de 2012 (258)
setembro de 2012 (220)

Expediente