Universidade Federal de Minas Gerais

flavio.JPG
Chaimowitz: renda é fator determinante para velhice saudável

Estudo da UFMG sobre envelhecimento recebe prêmio

sexta-feira, 24 de novembro de 2006, às 7h29

A possibilidade do envelhecimento saudável no Brasil foi o tema do trabalho do médico geriatra Flávio Chaimowicz, professor de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da UFMG, que recebeu na última quarta-feira, 22, em Curitiba, a oitava edição do prêmio Talentos da Maturidade, do Banco Real, na categoria Monografias.

Concorrendo com mais de 300 trabalhos, a monografia de Chaimowicz ficou entre as cinco melhores da categoria.

Com o título Transição epidemiológica no Brasil: envelhecimento saudável ao alcance de todos?, o trabalho relaciona fatores sociais, demográficos e epidemiológicos, mostrando sua influência sobre as chances de se envelhecer com saúde em um país em desenvolvimento, como o Brasil.

O estudo evidencia que o envelhecimento saudável será privilégio dos idosos com renda mais elevada. Isso, porque a tendência dos países em desenvolvimento é a população envelhecer mais rápido do que é possível seu crescimento econômico.

A categoria Monografias é aberta a pessoas de todas as idades, que tenham concluído ou estejam cursando nível superior e cujo trabalho aborde o tema desigualdade social e envelhecimento: desafios para o novo milênio.

Os critérios de avaliação são: adequação ao tema; relevância da discussão; conteúdo técnico científico; clareza, coerência e correção expositiva e domínio da bibliografia pertinente.

Na cerimônia foram premiadas outras cinco categorias.

É possível chegar bem aos 80
Segundo Chaimowicz, as doenças modificam à medida que as pessoas vão envelhecendo. Com o aumento da proporção de idosos na população, aumentam também os problemas próprios da idade, tais como artrose e demência.

Como ainda é escassa a literatura que trata especificamente sobre essa mudança no perfil da saúde da população, o geriatra resolveu se dedicar a pesquisar e publicar material que aprofundasse esclarecimentos quanto à terceira idade com saúde.

Para o professor, cuidar da saúde durante a vida adulta é fundamental para “chegar bem aos 80”. Outro fator determinante é a pessoa manter um bom relacionamento social, que implica convivência agradável com a família e com os amigos. Em terceiro lugar, Chaimowitz aponta também a renda como fator determinante de uma velhice saudável.

Segundo ele, pessoas com renda mais alta têm mais opções para envelhecer com melhor saúde. Ele cita como exemplo o caso de um diabético que precisa de alimentação saudável e cuidados específicos: “Se essa pessoa tem uma situação financeira confortável, terá a opção de se cuidar melhor”, analisa, destacando não ser garantia, mas uma maior possibilidade de escolha de estilo de vida saudável. (Assessoria de Comunicação Social da Faculdade de Medicina da UFMG)

21/ago, 17h21 - Salas interativas da Mostra das Profissões ainda têm vagas para voluntários da graduação

21/ago, 14h01 - Equipe Baja UFMG é tetracampeã em competição regional

21/ago, 11h53 - Diáspora que visa atrair investimentos é tema de palestra em ciclo sobre estudos indianos

21/ago, 6h49 - Sorte ou habilidade: Boletim destaca estudo estatístico sobre fatores que decidem torneios esportivos

21/ago, 6h40 - Com presença de diretores de agências de fomento, UFMG debate pós-doutorado na próxima quinta

21/ago, 6h33 - Chamada pública seleciona projetos sobre fármacos de uso humano

21/ago, 6h26 - Empresa júnior oferece cursos de metodologia social para estudantes de graduação

21/ago, 6h22 - Mesa-redonda na Enfermagem discute avaliação da qualidade dos serviços de saúde

21/ago, 6h17 - Oficinas ensinam a criar jogos digitais e de tabuleiro

18/ago, 15h14 - Mostra das Profissões recebe inscrições de estudantes voluntários até domingo

18/ago, 13h11 - Missão de instituições do Ceará visita UFMG para benchmarking de expertise em CT&I

18/ago, 11h42 - Revista Transite ganha prêmio por dossiê sobre pessoas com deficiência no mercado de trabalho

18/ago, 9h41 - Trinta anos sem Drummond: veículos da UFMG relembram vida e obra do 'poeta maior'

18/ago, 9h00 - Em livro, professora da Fale aborda questões da alimentação e da literatura; lançamento será hoje, em BH

18/ago, 7h56 - Pesquisadores da UFMG e da Universidade de Yale reúnem-se na próxima semana para discutir criação de centro de estudos do fígado

Classificar por categorias (30 textos mais recentes de cada):
Artigos
Calouradas
Conferência das Humanidades
Destaques
Domingo no Campus
Eleições Reitoria
Encontro da AULP
Entrevistas
Eschwege 50 anos
Estudante
Eventos
Festival de Inverno
Festival de Verão
Gripe Suína
Jornada Africana
Libras
Matrícula
Mostra das Profissões
Mostra das Profissões 2009
Mostra das Profissões e UFMG Jovem
Mostra Virtual das Profissões
Notas à Comunidade
Notícias
O dia no Campus
Participa UFMG
Pesquisa
Pesquisa e Inovação
Residência Artística Internacional
Reuni
Reunião da SBPC
Semana de Saúde Mental
Semana do Conhecimento
Semana do Servidor
Seminário de Diamantina
Sisu
Sisu e Vestibular
Sisu e Vestibular 2016
UFMG 85 Anos
UFMG 90 anos
UFMG, meu lugar
Vestibular
Volta às aulas

Arquivos mensais:
agosto de 2017 (125)
julho de 2017 (127)
junho de 2017 (171)
maio de 2017 (192)
abril de 2017 (133)
março de 2017 (205)
fevereiro de 2017 (142)
janeiro de 2017 (109)
dezembro de 2016 (108)
novembro de 2016 (141)
outubro de 2016 (229)
setembro de 2016 (219)
agosto de 2016 (188)
julho de 2016 (176)
junho de 2016 (213)
maio de 2016 (208)
abril de 2016 (177)
março de 2016 (236)
fevereiro de 2016 (138)
janeiro de 2016 (131)
dezembro de 2015 (148)
novembro de 2015 (214)
outubro de 2015 (256)
setembro de 2015 (195)
agosto de 2015 (209)
julho de 2015 (184)
junho de 2015 (225)
maio de 2015 (248)
abril de 2015 (215)
março de 2015 (224)
fevereiro de 2015 (170)
janeiro de 2015 (156)
dezembro de 2014 (163)

Expediente