Centro Especializado em Plantas
Aromáticas, Medicinais e Tóxicas
Universidade Federal de Minas Gerais

Caju-rasteiro, cajuzinho do campo

Anacardium humile A. St.-Hil.

ANACARDIACEAE

Thaís Meseque Pereira/ Faculdade de Farmácia- UFRJ

Planta Viva

Droga Vegetal

A Anacardium humile A. St.-Hil. (Família Anacardiaceae) é conhecida popularmente como cajueiro do campo, caju do cerrado, caju, cajuzinho do campo ou cajuzinho do cerrado. Seu nome tem origem nas palavras Anacardium (= fruto ou pseudofruto em coração invertido), humile (= que está no chão, humilde, pequeno) e caju (= de yu, amarelo). É um arbusto encontrado nas regiões Norte (Rondônia e Tocantins), Nordeste (Bahia e Piauí), Centro-Oeste (Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso), Sudeste (Minas Gerais e São Paulo) e Sul (Paraná).

O fruto (pseudofruto) é utilizado para fabricação de produtos alimentícios como sucos, doces e vinhos. Na medicina tradicional, a casca é indicada para inflamações de garganta, a raiz como purgante, as folhas como antidiarreico e sua resina em calosidades, verrugas e manchas de pele. Alguns estudos já foram realizados visando observar a atividade das folhas da planta para controle da mosca branca (Bemisia tuberculata) e do seu óleo para controle do Aedes aegypti.

Uma análise histoquímica das folhas da planta indicou a presença de taninos hidrolisáveis, saponinas e açúcares redutores. Estudos indicam também a presença de flavonoides, mono e sesquiterpenos, sendo os ácidos gálico e elágico, produtos majoritários, considerados possíveis marcadores químicos. Tais ácidos são descritos na literatura como responsáveis por ação antioxidante e antimicrobiana. O extrato das folhas da A. humile não demonstrou toxicidade oral in vivo e foi ativo como antioxidante e antiulcerogênica. Ele inibiu também o crescimento de bactérias formadoras de biofilme causadores da cárie.

 

Referências bibliográficas:

ALMEIDA, A. C. A. Análise dos mecanismos antioxidantes na atividade antiulcerogênica de Anacardium humile St. Hil. (Anacardiaceae). 2010. Dissertação (Mestrado em Biologia). Instituto de Biologia, Universidade Estadual de Campinas, São Paulo.

ANDRADE FILHO, N. N. e cols. Toxicity of oil from Anacardium humile Saint Hill (Anacardiaceae), on Bemisia tuberculata (Bondar, 1923) (Hemipttera: Aleyrodidae) on cassava plants. Revista Brasileira de Agroecologia, v. 8, n. 2, p. 185-190, 2013.

LUIZ-FERREIRA, A. et al. Antiulcerogenic activity of the aqueous fraction of Anacardium humile St. Hil (Anacardiaceae). Journal of Medicinal Plants Research, v. 6, n.40, p. 5337-5343, 2012.

PORTO, K.R.A. et al. Atividade larvicida do óleo de Anacardium humile Saint Hil. sobre Aedes aegypti (Diptera, Culicidae). Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v.41, n.6, p.586-589, 2008.

RAMOS, B. A. Efeito antioxidante e antibiofilme de extratos ricos em compostos fenólicos de folhas de Anacardium humile A. St.-HIL (Anacardiaceae). 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas). Centro de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Pernambuco, Pernambuco.

Apoio

Contatos