Sobre

Instituída com a finalidade de aumentar a visibilidade dos periódicos produzidos no âmbito da Universidade, a Política de Periódicos da UFMG está ancorada em dois princípios: inclusão e excelência. O primeiro pauta o respeito à diversidade de áreas, temáticas, objetivos e formas de organização das publicações, enquanto o segundo orienta a política para garantir espaços de qualidade já existentes na Universidade, bem como fomentar e respaldar ações de melhoria dos periódicos, com base em critérios nacional e internacionalmente constituídos.

A implementação da Política de Periódicos da UFMG abrange um conjunto de oito ações independentes e complementares:

1.   A elaboração de um Diretório de Periódicos – que abre ao conhecimento público informações diversas, como a forma de acesso aos periódicos, foco de publicação, vínculo institucional, equipes responsáveis e classificação no Qualis Capes.

2.  A criação deste Portal de Periódicos – destinado a lhe dar visibilidade interna e externa; um processo de avaliação sistemática dos periódicos, que servirá para identificação de desafios a serem superados; e ações diversas, como constantes momentos de qualificação de editores, que poderão conhecer mais sobre aspectos como indexação, diagramação, etc.

3.  Implementação de avaliação sistemática dos periódicos.

4.  Apoio a formação de editores e do corpo técnico envolvido na edição dos periódicos.

5.  Incentivo à atuação de editore como agentes no processo de internacionalização da produção científica da Universidade.

6.  Incentivo e acompanhamento dos processos de indexação nacional  e internacional.

7.  Recuperação e análise de iniciativas anteriores de qualificação dos periódicos da Universidade.

8. E a criação do(a) laboratório/incubadora de periódicos.

Em consonância com as práticas atuais de transparência das universidades brasileiras, o trabalho de elaboração do diretório e dos outros itens que compõem a Política de Periódicos da UFMG foi realizado e implementado sob a coordenação da Diretoria de Produção Científica (DPC) da Pró Reitoria de Pesquisa (PRPq), e contou com a participação de editores dos periódicos e representantes de diversas áreas administrativas e acadêmicas da UFMG.