Profeta Gentileza09/abr

Profeta Gentileza
Leia a matéria interessante sobre a vida deste homem aqui.

Gentileza gera gentileza17/out




Gentileza gera gentileza

Assista ao vídeo

No facebook por Plinio Castilho

Dia Mundial Sem Carro na UFMG19/set

Como parte da programação da campanha Bocados de Gentileza para esse semestre, no dia 22 de setembro a Universidade irá se juntar ao movimento Dia Mundial Sem Carro. O objetivo principal do Dia Mundial Sem Carro é estimular uma reflexão sobre o uso excessivo do automóvel, além de propor às pessoas que dirigem todos os dias que revejam a dependência que criaram em relação a essa forma de transporte. Nesse dia várias ações estão sendo pensadas para mostrar como o ambiente da Universidade pode ser utilizado de uma forma mais consciente, proveitosa e saudável. O intuito é trazer essa reflexão para o dia-a-dia da comunidade universitária.

Quer participar da reflexão sobre o trânsito na Universidade? Participe da enquete através do link: http://enqueteufmg.limequery.com/56111

Palestra: O stress nosso de cada dia13/jun

Para fechar esse semestre a campanha Bocados de Gentileza na UFMG convida a todos para refletir um pouco sobre um dos males do século: o stress. Muitas pessoas justificam a falta de gentileza pela falta de tempo, a correria, a competição do cotidiano ou mesmo o cansaço. O professor João Gabriel da Faculdade de Medicina, reflete sobre esses e outros pontos na palestra: O stress nosso de cada dia. O evento acontece no dia 15/06 às 11 horas no auditório da Reitoria da UFMG. Todos estão convidados!

Falta de gentileza no trânsito03/jun

Alto número de acidentes de trânsito pode ser causado por “falta de gentileza”, segundo especialista

Foram registrados durante o último feriado da Semana Santa, 4000 acidentes que causaram 175 mortes em todas as rodovias do Brasil. Apesar desses dados representarem uma queda do número de acidentes no país, fato atribuído à Operação Semana Santa da Polícia Federal, a quantidade de tragédias com vítimas fatais ainda coloca o Brasil no quinto lugar do ranking dos países com mais mortes no trânsito.

Em uma reportagem para o caderno Economia do Estado de São Paulo, de 2 de maio de 2011, o presidente da Academia Paulista de Letras, Antonio Penteado Mendonça, faz uma reflexão interessante sobre o porquê do alto número de acidentes. Segundo Antonio as pessoas cada vez se preocupam mais com elas mesmas se esquecendo do coletivo e priorizando o individual. As pessoas, em seu ponto de vista, agem desrespeitando as demais e não se conscientizam disso. E não é só no trânsito que isso acontece. Como pode ser lido neste trecho extraído da reportagem:

“É aqui que surge um novo problema. E problema sério porque não se restringe somente ao trânsito. A falta de respeito às normas vai minando a sociedade brasileira. Cada vez mais é comum nos depararmos com gente que sem qualquer pudor fura filas de cinemas, teatros, bancos ou restaurantes. É também comum vermos pessoas absolutamente saudáveis se valendo de vantagens oferecidas aos que necessitam de cuidados especiais.”

Para Antonio, em uma sociedade em que um sentimento rude e individualizado predomina, a falta da prática da gentileza no trânsito é causa significativa dos acidentes ocorridos:

“(…) as respostas dos motoristas às tensões a que são submetidos vão se tornando cada vez mais agressivas, refletindo-se nas manobras proibidas ou de alto risco, cometidas como se fossem normais. Quando alguém vai pela pista de fora, passa todo mundo e depois subitamente faz uma conversão fechando os que vêm atrás, para virar para dentro, o acidente se torna quase certo.”

Portanto: gentileza no trânsito é sinal de trânsito seguro. Contamos com você para que os números de acidentes sejam reduzidos e o trânsito flua com mais segurança. Assim como na música Rua da passagem, de Lenine:

Confira aqui a reportagem completa