Trabalho de estudante do ECMVS é premiado pelo Governo de Minas Gerais

Posted on Posted in Equipe, Notícias, Prêmios, Publicações

O Projeto de doutorado em desenvolvimento pela estudante Juliana Silva França, orientada pelo Prof. Marcos Callisto ganhou o 3º lugar no II Prêmio Boas Práticas Ambientais Sisema “Águas Gerais” – Edição 2018.

O projeto é intitulado “Monitoramento participativo com estudantes dos ensinos fundamental e médio e comunidade ribeirinha: uma ferramenta para conservação de biodiversidade em bacias hidrográficas urbanas” e é uma parceria entre a UFMG, o PPG-ECMVS e a empresa Gerdau. O trabalho envolve o monitoramento participativo de riachos, que foi realizado por meio de índices biológicos e multimétricos adaptados para aplicação por 54 escolas de ensino básico (19 estaduais, 32 municipais e 3 privadas) nas bacias hidrográficas dos rios Paraopeba e das Velhas (alto São Francisco, MG). A área total atendida abrange > 4000 km2em uma região metropolitana de alta influência humana (RMBH) e minerária (Quadrilátero Ferrífero). O monitoramento realizado por estudantes e seus professores se mostrou bastante eficiente em pontuar locais em relação às pressões humanas em sua bacia de drenagem. A validação dessas metodologias simplificadas demonstra que as metodologias científicas, adaptadas para uso pela comunidade, podem ser eficazes, sendo um incremento na escala pela qual um monitoramento adequado pode ser realizado. Talvez mais importante politicamente, estas metodologias de ciência cidadã podem capacitar a sociedade, desenvolvendo seu senso crítico sobre as necessidades para proteger e reabilitar rios urbanos. De uma perspectiva de gestão ambiental, a participação pública aumenta a transparência e a confiança na sociedade.

WhatsApp Image 2018-06-28 at 11.15.26
A estudante de doutorado, Juliana França.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *