Especialistas debatem patrimônio cultural da África em evento na UFMG
  • 19
  • 09
Centro histórico de Djenné, no Mali, Patrimônio Histórico da Humanidade. Foto: 
Ferdinand Reus, Arnhem, Holland / Wikimedia Commons

Centro histórico de Djenné, no Mali, Patrimônio Histórico da Humanidade. Foto: Ferdinand Reus, Arnhem, Holland / Wikimedia Commons

 

Nos dias 2, 3 e 4 de outubro, o Centro de Estudos Africanos (CEA) promove, em parceria com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa da Guiné Bissau (Inep), o 1º Seminário Internacional Patrimônio, História Intelectual e Cultura na África Ocidental, no Centro de Atividades Didáticas das Humanidades (CAD 2).

Parte da programação da V Jornada do Centro de Estudos Africanos da UFMG, o seminário reunirá pesquisadores com trabalhos que abordam novas perspectivas sobre as dinâmicas culturais e intelectuais e a história patrimonial, em diferentes períodos históricos, na região do Sahel ocidental – recorte territorial que compreende hoje os países da África Ocidental.

Para a professora e coordenadora do CEA, Vanicléia Silva Santos, o evento é uma ótima oportunidade para ampliar a cooperação internacional com o compartilhamento do conhecimento desenvolvido por esses pesquisadores.

A programação inclui mesas-redondas, conferências, minicursos, comunicações e lançamentos de livros. A conferência de abertura Aprendendo com a África e na África será feita pelo professor Paulo Fernando de Moraes Faria, da University of Birmingham, do Reino Unido, um dos maiores estudiosos da história da África medieval. Para conferir todas as atrações, basta acessar o site do evento.

Duas exposições também estão programadas: Urbanidades da Guiné-Bissau – arquiteturas e sítios históricos com futuro e Os panos da Guiné, da coleção de Odete Semedo (Inep-Guiné-Bissau), sob curadoria da arquiteta Ana Milheiro, do Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL).

A inscrição de ouvintes é gratuita e deverá ser feita pelo e-mail africaocidentalufmg@gmail.com. Haverá emissão de certificados.

O evento conta com apoio financeiro da Fapemig, do Programa de Pós-graduação em História da UFMG e da Escola Superior Dom Helder Câmara. O Centro de Estudos Africanos é vinculado à Diretoria de Relações Internacionais (DRI).

Mais Notícias
Nilma Lino Gomes: diversidade escancara a face oculta das relações de poder. Foto: Cedecom Montes Claros
  • 17 maio 2017
  • 0
Os desafios que a diversidade impõe à universidade foram abordados pela professora Nilma Lino Gomes, da Faculdade de Educação (FaE), em conferência na noite desta...
Detalhe do prédio da EBA: tempos marcados por mobilização política e integração da comunidade. Foto: Carol Prado/UFMG
  • 18 abr 2017
  • 0
POR ITAMAR RIGUEIRA JR.   EBA chega aos 60 anos valorizando a diversidade e uma cultura assentada no compartilhamento   Em 1957, quando foi criado...
Encontro na UFMG reuniu dirigentes de 41 instituições universitárias da região Sudeste. Foto: Arquivo Proex
  • 10 abr 2017
  • 0
Inserção de atividades de extensão nos currículos de graduação para fortalecer a formação técnica e cidadã dos estudantes, valorização dessa dimensão acadêmica em processos de...