UFMG Jovem premia projeto ambiental e ‘combustível do futuro’
  • 19
  • 09
Vencedores da categoria ensino fundamental com a pró-reitora adjunta de Extensão, Cláudia Mayorga, e a diretora de Divulgação Científica, Silvania Nascimento, nas extremidades

Vencedores da categoria ensino fundamental com a pró-reitora adjunta de Extensão, Cláudia Mayorga, e a diretora de Divulgação Científica, Silvania Nascimento, nas extremidades

Trabalhos sobre percepção ambiental, no ensino básico, e sobre o “combustível do futuro”, no ensino médio, venceram a 17ª edição da UFMG Jovem, realizada no campus Pampulha, de 15 a 17 de setembro, que reuniu centenas de participantes. A cerimônia de premiação, que encerrou o evento, ocorreu no sábado, na Praça de Serviços.

“Vencemos as adversidades, conquistamos mais reconhecimento, reforçamos parcerias com as escolas de educação básica, conseguimos mais apoio dos municípios e das secretarias de ciência, tecnologia e inovação, incluindo de outros estados”, destacou a diretora de Divulgação Científica, Silvania Nascimento, referindo-se à presença de Greciene Lopes, coordenadora do Programa de Apoio à Pesquisa e Desenvolvimento das Políticas Públicas da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação de Alagoas.

Greciene, que atuou como coordenadora externa da comissão avaliadora, mostrou-se surpresa com a qualidade dos trabalhos. “Essa edição nos revelou o potencial dos estudantes, a qualidade técnica dos trabalhos, a capacidade de desenvolvimento dos projetos, a atenção com os resumos enviados. Isso tudo valoriza a formação científica dos jovens das escolas de educação básica, aproximando os alunos do universo da pesquisa”, analisou.

Vencedores da categoria ensino médio

Vencedores da categoria ensino médio

Premiados

O primeiro lugar na categoria ensino fundamental ficou com o projeto Seu Juca vai se mudar?!: avaliando a percepção da transformação ambiental no ciclo básico, desenvolvido na Escola Municipal Professora Maria Modesta Cravo, de Belo Horizonte, sob a orientação do professor Henrique Melo Franco Ribeiro.

Do Centro de Educação Angher, de Barbacena, veio o vencedor da categoria ensino médio. O grupo, orientado pelo professor Rommel Andrade de Souza, apresentou o projeto Combustível do futuro: produção de gás hidrogênio por biogás e energia solar.

Na cerimônia, foram entregues outras 20 premiações, incluindo os segundos e terceiros lugares nas duas categorias. Na categoria ensino fundamental, foi escolhido um professor destaque. Outro docente destaque foi eleito na categoria ensino médio juntamente com a melhor escola – esta definida por votação popular. Quatro escolas também foram credenciadas para participar de feiras nacionais em 2017. Conheça a relação dos premiados.

As escolas vencedoras receberam kits com livros infantojuvenis e bolsas de iniciação científica para seus alunos. Elas serão incluídas em programa de mentoria pedagógica, para auxiliar no desenvolvimento dos projetos que contarão com apoio da Inova-UFMG, vinculada à Coordenadoria de Transferência e Inovação Tecnológica (CTIT).

A UFMG Jovem também indicou quatro projetos para participação em feiras de ciência nacionais. Os professores premiados na categoria destaque ganharam kits com livros e tablets.

A comissão responsável pela avaliação dos trabalhos foi formada por professores, bolsistas de apoio técnico do CNPq e por alunos de pós-graduação da Faculdade de Educação da UFMG. Cada trabalho foi avaliado por três membros da comissão.

(Assessoria de Comunicação da Proex)

Mais Notícias
Foto: Foca Lisboa/ UFMG
  • 9 jan 2017
  • 0
Com 91 depósitos de pedidos de patentes junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), a UFMG bateu, em 2016, o próprio recorde histórico em...
Foto: Bruna Brandão / UFMG
  • 29 jun 2017
  • 0
Foto: Bruna Brandão/ UFMG   Conhecida como a “mãe do carbono”, a cientista Mildred Dresselhaus (1930-2017) será homenageada na tarde desta quinta-feira, 29, no campus...
heloisabuarquedehollanda.com.br
  • 27 jun 2017
  • 0
Ao longo dos últimos dez anos, a Universidade das Quebradas, projeto de extensão vinculado à Faculdade de Letras da UFRJ, promove troca de saberes entre...