Coral Ars Nova e maestro Lincoln Andrade oferecem concerto didático nesta noite
  • 29
  • 08
O maestro e o coral, no último Festival de Inverno. Ars Nova – Coral da UFMG / Facebook

O maestro e o coral, no último Festival de Inverno. Ars Nova – Coral da UFMG / Facebook

 

O maestro e professor Lincoln Andrade e o Ars Nova – Coral da UFMG oferecem, na noite desta terça, 29, aula-concerto no auditório da Escola de Música, campus Pampulha. Ele vão executar vinheta com o tema Coro-coral-cantores – a contemporaneidade do canto em conjunto. O evento terá início às 19h.

A aula-concerto integra o ciclo de conferências Desafios contemporâneos, que celebra os 90 anos da Universidade, e conjunto de Atividades Acadêmicas Complementares destinadas principalmente aos estudantes do turno da noite.

Composta pelo regente, a vinheta é uma paráfrase à longa carta que Guimarães Rosa escreveu a um amigo utilizando apenas palavras que começam com a letra C. Essa e outras peças musicais serão utilizadas pelo maestro para mostrar ao público aspectos do funcionamento de um coro, como o posicionamento de cada cantor e do próprio grupo durante os concertos.

“O foco da apresentação é a importância do trabalho em conjunto”, explica Lincoln Andrade, que é professor de regência e coordenador da Orquestra Sinfônica da Escola de Música da UFMG. Além de explicar o significado das palavras coro e coral, o maestro vai expor diversos aspectos técnicos e musicais da preparação do coral, ilustrando as explicações com apresentações de peças do próprio grupo.

Andrade, que tem doutorado em regência pela Universidade de Kansas e mestrado em regência pela Universidade de Wyoming, ambas nos Estados Unidos, espera que a apresentação atraia pessoas de várias áreas do conhecimento que tenham curiosidade por um trabalho tão específico e, ao mesmo tempo, de amplo alcance, como a apresentação de corais.

Coro premiado

Fundado em 1959, o Ars Nova é referência na área de canto coral no Brasil e no exterior. Sob a regência do maestro Carlos Alberto Pinto Fonseca – de 1962 a 2004 – o coro conquistou prêmios e condecorações em importantes festivais nacionais e internacionais e realizou mais de 1,4 mil apresentações no Brasil e em outros 17 países.

Desde a sua retomada, em 2013, sob a regência da maestrina Iara Fricke Matte, o Ars Nova realizou 96 concertos no Brasil e exterior, que alcançaram público superior a 18 mil pessoas. Em 2016, o Coral conquistou o Troféu JK de Cultura e Desenvolvimento e o terceiro lugar, na categoria coro misto, no 34º Festival Internacional de Música de Cantonigròs, realizado em Vic, Catalunha, Espanha. Atualmente, é regido pelo professor Lincoln Andrade.

O maestro

Natural de Leopoldina (Minas Gerais), Lincoln Andrade é Licenciado em Música pela Universidade de Brasília (UnB), onde iniciou sua carreira como professor e maestro. Foi diretor musical do grupo Invoquei o Vocal e regente titular do Madrigal de Brasília. Ganhou medalhas de prata e de ouro nas categorias coro misto e coro folclore, no Festival Internacional de Coros de Atenas (Grécia).

Foi regente assistente do Coro Jovem Comunitário de Kansas City e maestro do Coro Lírico do Teatro Nacional Cláudio Santoro, em Brasília. Regeu concertos na Alemanha, Argentina, Chile, Espanha, Estados Unidos, Grécia, Hungria, Paraguai, Polônia, Portugal e Turquia. Foi regente titular do Coral Lírico de Minas Gerais e atuou como maestro convidado nas orquestras Sinfônica de Minas Gerais e de Câmara Opus.

Lincoln Andrade também é o produtor musical, apresentador e entrevistador do programa Conversa de músico, produzido e exibido pela TV Senado.

Mais Notícias
Bernardo de Lima: jogos de azar e desafios da probabilidade contemporânea. Foto: Foca Lisboa/ UFMG
  • 27 jun 2017
  • 0
A obra Ars Conjectandi, lançada em 1713 pelo matemático Jacob Bernoulli, foi um marco na história das probabilidades, segundo o professor Bernardo Nunes Borges de...
Selo 90 anos UFMG
  • 17 jul 2017
  • 0
POR JAIME RAMÍREZ* E SANDRA GOULART ALMEIDA** Neste ano, ao celebrar 90 anos de existência, a UFMG mantém viva a memória do seu percurso e...
Escultura de Leandro Gabriel, de 2016. Foto: Lucas Braga/ UFMG
  • 3 maio 2017
  • 0
Será aberta nesta quarta-feira, dia 3, a exposição Olhar revisitado: reencontros e novas afetividades, com 32 obras – entre pinturas, esculturas, fotografias e desenhos –...