Missão da UFMG participa da Conferência Mundial de Humanidades, na Bélgica
  • 07
  • 08
Ponte de Fragnée / Province de Liège/ servicecom

A vice-reitora Sandra Goulart Almeida e os professores Fábio Alves, diretor de Relações Internacionais, e Luiz Carlos Villalta, do Departamento de História, vão representar a UFMG na Conferência Mundial de Humanidades, que será realizada a partir deste domingo, 6, em Liège (Bélgica).

A missão da UFMG vai apresentar relato sobre o evento preparatório Conferência internacional sul-americana: territorialidades e humanidades, realizado na UFMG em outubro de 2016. Além disso, os professores terão participações individuais em sessões plenárias e mesas-redondas, tendo a vice-reitora sido convidada pelos organizadores a realizar palestra acadêmica em mesa sobre diversidade cultural.

O documento final da Conferência, que termina no dia 12, será adotado no painel ministerial do World Humanist Congress 2017 (WHC) e levado em consideração pela 39ª Sessão da Conferência Geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em novembro deste ano. Com o tema Uma nova agenda de humanidades para o século 21, a carta tem o objetivo de contribuir ativamente para a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Inclusivo e Sustentável, com base em abordagem específica e nas competências das humanidades.

Protagonismo

A UFMG foi escolhida pela Unesco – por meio de seu Conselho Internacional de Filosofia e Ciências Humanas (CIPSH) – para sediar a prévia sul-americana da conferência global. De acordo com a vice-reitora, essa escolha se deu em razão de a Universidade atuar como protagonista em Minas Gerais e no Brasil, assim como outras universidades do estado, nos debates sobre desenvolvimento sustentável e diversidade.

“Essas duas temáticas, que são o foco das reflexões e debates, são muito caras à nossa Universidade. A UFMG tem-se articulado na reflexão desses temas por meio de uma interação entre as áreas do conhecimento”, esclarece Sandra Goulart, que presidiu o Comitê Científico do evento realizado na UFMG.

Diante dos problemas contemporâneos, o objetivo dos eventos é refundar o campo das ciências humanas, aprofundando sua dimensão transdisciplinar, de forma a retomar o seu papel de protagonista na busca por soluções para os problemas da sociedade contemporânea.

“A reflexão sobre o lugar que as humanidades devem ocupar no cenário científico contemporâneo é muito importante. A conferência regional, realizada na UFMG, foi muito significativa e gerou impactos positivos nas discussões dentro da Universidade. Mas acredito que também apresentamos contribuições para o debate em nível mundial”, salienta a vice-reitora.

Na prévia sul-americana do evento global, pesquisadores de instituições de oito países – Brasil, Argentina, Bolívia, Colômbia, Estados Unidos, Peru, Portugal e Uruguai –, além de personalidades que atuam no campo pragmático das ciências humanas, participaram da programação.

Relato

Em sessão plenária na manhã desta segunda-feira, 7, a vice-reitora e o professor Luiz Carlos Villalta, que presidiu o conselho consultivo da conferência preparatória, apresentarão o resultado do evento realizada na UFMG.

Também participam da sessão Reports from the preparatory conferences o secretário-geral do Conselho Internacional para Filosofia e Ciências Humanas (CIPSH) da Unesco, Luiz Oosterbeek, e relatores de outros eventos preparatórios, como Xiaochun Sun, do International Conference of Beijing, e Adama Samassékou, da African Conference of Bamako.

Villalta participará ainda de mesa-redonda com o tema La Conférence Internationale Sud-Américaine Territorialités et Humanités, réalisée à Belo Horizonte, Brésil, en 2016: des académiciens et des représentants des mouvements sociaux en dialogue. Em outra sessão – Global history of humankind –, coordenada por Luiz Oosterbeek e Ali Moussa Iyé, Luiz Carlos Villalta fará o relato A Latin-American perspective.

O diretor de Relações Internacionais da UFMG, Fábio Alves, fará a palestra Brazil Language diversity and multicultural identities in 21 century Brazil: a critical reflection and a plea towards more inclusive policies.

Outros docentes da UFMG submeteram individualmente à organização do WHC propostas de participação. A programação está disponível na internet.

Mais Notícias
90 anos de histórias
  • 4 set 2017
  • 0
Seção reproduz depoimentos colhidos para série de vídeos da TV UFMG*   A sutil mudança no nome desta seção – de Opinião para Opiniões –...
Corrida e oficina de pipas movimentam campus Pampulha neste domingo. TV UFMG
  • 1 set 2017
  • 0
Neste domingo, 3, das 8h às 13h, a UFMG realiza mais uma edição do seu já tradicional Domingo no campus, desta vez em comemoração aos...
Professor David M. Lovinger, chefe do Laboratório de Neurociência Integrativa do National Institute on Alcohol Abuse and Alcoholism (NIAAA), dos Estados Unidos. Divulgação
  • 21 jun 2017
  • 0
Compreender os mecanismos que impulsionam o consumo habitual de álcool e drogas, incluindo uso excessivo e prolongado e ciclos de abstenção e recaídas, é objetivo...