Evento terá programação com temas afro e indígenas
  • 03
  • 07
Facebook UFMG

A 69ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que será realizada de 16 a 22 de julho, no campus Pampulha, contará com uma programação especial sobre temas afro e indígenas. Serão duas conferências, sete mesas-redondas, três reuniões e oito minicursos, além de discussões específicas sobre direitos, saberes e produção de conhecimento.

Entre as mesas-redondas da SBPC Afro e Indígena, quatro serão coordenadas por professores da UFMG: A democratização da produção do conhecimento: sábios, intelectuais e militantes (César Guimarães, do Departamento de Comunicação Social da Fafich); A produção da invisibilidade linguística (Maria Gorete Neto, da FAE); As pesquisas sobre história, a história da Africa e a diáspora no Brasil (Alexandre Marcussi, da Fafich) e A produção do conhecimento e a saúde indígena: invisibilidade, especificidade e fragmentação (Livia de Souza Pancrácio de Errico, da Escola de Enfermagem).

Os oito minicursos que tratam da temática estão com inscrições abertas até esta segunda-feira, 3 de julho. Os interessados devem se inscrever previamente na 69ª Reunião. As vagas são limitadas e dependem da ordem de matrícula. Conheça a lista de minicursos oferecidos (MC- 6 a MC-53).

Um dos minicursos é Encontros, desencontros e estranhamentos: Quem é indígena?, que será ministrado de 18 a 20 de julho. A atividade vai pôr em discussão a representação do imaginário social do índio brasileiro e da própria cultura indígena.

A programação completa da 69ª Reunião está disponível no site oficial do evento. Já as atividades da SBPC Afro e Indígena podem ser acessadas por meio deste link.

Mais Notícias
seminario-cedeplar
  • 1 set 2017
  • 0
Quatro mesas-redondas – incluindo uma atividade especial sobre as relações entre população e economia – e minicurso são os destaques, na próxima semana, da programação...
Tema SBPC
  • 15 maio 2017
  • 0
69ª edição da Reunião Anual da SBPC marcará as comemorações dos 90 anos da UFMG   Pela quinta vez em 52 anos, a UFMG receberá...
Nilma Lino Gomes: diversidade escancara a face oculta das relações de poder. Foto: Cedecom Montes Claros
  • 17 maio 2017
  • 0
Os desafios que a diversidade impõe à universidade foram abordados pela professora Nilma Lino Gomes, da Faculdade de Educação (FaE), em conferência na noite desta...