Maria Cecília, do departamento de Engenharia Mecânica da UFMG, participa do programa Escala Docente da AUGM

Maria Cecília Pereira, selecionada para o Programa Escala Docente na UFMG

A professora Maria Cecília Pereira, do departamento de Engenharia Mecânica da UFMG, foi selecionada para participar do Programa Escala Docente, cujo edital é divulgado e gerenciado anualmente pela DRI.

O Programa é destinado à mobilidade de docentes das universidades latino-americanas do Grupo Montevidéu (AUGM).

Considerando o auxílio financeiro concedido pelo programa suficiente para as despesas locais, Maria Cecília contou à equipe de comunicação da DRI que esteve de julho a agosto de 2019 na Universidad Nacional de Córdoba, na Argentina, onde ministrou um minicurso para a pós-graduação sobre velas solares, área de seu doutorado.

“Acertamos uma parceria para um projeto conjunto no âmbito do edital PRIMAR, argentino, mas que estimula parcerias internacionais. O projeto visa utilizar velas solares para encontrar órbitas estáveis para usar como órbitas cemitério para satélites de pequeno porte ou para reentrada na Terra, seja com queima total na atmosfera ou controlando a região de impacto para não acertar regiões com população.” diz ela ao aprofundar sobre o que foi feito no exterior.

Como desdobramento dessa iniciativa o projeto ganhou repercussão entre os alunos, que hoje tem a participação de seis alunos de graduação, atualmente desenvolvendo um simulador em Python para complementar este trabalho.

Outra conquista marcante foi o contato com o professor Guillermo Cid, professor de Manutenção de Aeronaves na UNC e que também leciona um curso sobre Gestão Aeroportuária.

“O Professor Guillermo Cid se dispôs a vir também no AeroCB, evento realizado pelo curso de Engenharia Aeroespacial da UFMG, embora tenhamos tidos recursos limitados, ou seja, ele gastou na viagem, para dar palestra e minicurso sobre Gestão Aeroportuária no nosso evento”, salientou a professora.

Desta forma o Escala Docente contribuiu significativamente para a comunidade acadêmica da Universidade no sentido de captar mais alunos para o projeto conjunto de Astronáutica, além de trazer um professor experiente de Aeronáutica que ministrou cursos para os alunos da UFMG.