Category: Museu Casa Padre Toledo

Aberta em 17 de agosto, a exposição “Olhares: uma narrativa do cotidiano” pode ser vista até 8 de setembro

IMG-20190817-WA0009

Abertura da exposição no sábado (17), no Museu Casa Padre Toledo (Foto: Verona Segantini)

A tarde do dia 17 de agosto (sábado), no Museu Casa Padre Toledo, foi marcada pela abertura da instalação “Olhares: uma narrativa do cotidiano”, que mescla fotografias e pequenos textos opinativos de alunos da Escola Estadual Basílio da Gama, de Tiradentes.

A exposição resume as vivências fotográficas educomunicativas dos estudantes, nos campos das artes, urbanidades e sustentabilidade, compondo narrativas sobre a relação que estabelecem para com a cidade turística, face a questões como “Você gosta de morar em Tiradentes?” e “O que você mudaria em Tiradentes?”.

A proposta tem origem na pesquisa “A identidade da População de Tiradentes/MG frente à gentrificação”, desenvolvida pela mestranda Silvia Cristina dos Reis, da UFSJ e pode ser conferida até 8 de setembro.

Aproveite e conheça a nova exposição de longa duração do Museu, com imagens e acervos que tratam sobre a Casa, o Padre Toledo e sobre a Vila de São José Del Rei, locais e personagens que integram a história da Inconfidência Mineira.

Outras duas exposições temporárias abertas à visitação, no Museu Casa Padre Toledo, são a Mostra Frei Vellozo (jardim) e “Lugares Imaginários”(até 31 de agosto).

O Museu abre de terça a sexta, das 10h às 17h; sábados, das 10h às 16h30 e domingos, das 9h às 15h.

A entrada é gratuita para estudantes e professores do sistema de ensino público (básico, fundamental, médio e superior) e para residentes em Tiradentes, São João del-Rei e Santa Cruz de Minas. Estudantes e professores do sistema de ensino privado (idem) e maiores de 60 anos pagam meia entrada (R$ 5,00) e os demais públicos pagam inteira (R$ 10,00).

(Fotos: Verona Segantini)

#Olhares #EEBasíliodaGama #Educação #Cultura #Cidadania #UFSJ #MuseuPadreToledo #CampusCulturalUFMG #Tiradentes

Exposição “Olhares: uma narrativa do cotidiano”

Mostra Olhares, no Museu Casa Padre Toledo, traz narrativas das vivências fotográficas de estudantes de Tiradentes

A entrada é franca na abertura da exposição, às 15h do dia 17 de agosto (sábado)

Registro da atividade fotográfica com alunos da Escola Estadual Basílio da Gama, em Tiradentes (Foto: Sílva Reis)

Registro da atividade fotográfica com alunos da Escola Estadual Basílio da Gama, em Tiradentes (Foto: Silvia Reis)

A instalação Olhares: uma narrativa do cotidiano traz recortes com detalhes e lugares do espaço urbano de Tiradentes sob os olhares dos estudantes da Escola Estadual Basílio da Gama e é mais uma atração do Museu Casa Padre Toledo, em exposição de 17 de agosto a 08 de setembro de 2019. Na abertura, às 15h de sábado (17), e até o fechamento do Museu, às 16h30, a entrada é franca. Nos demais dias, a entrada continua gratuita para moradores de Tiradentes, São João del-Rei e Santa Cruz de Minas e para estudantes e professores do sistema de ensino público.

Olhares é a síntese das vivências fotográficas educomunicativas inter/transdisciplinares, nos campos das artes, urbanidades e sustentabilidade, realizadas com alunos secundaristas da Basílio da Gama, de maio a julho deste ano, evidenciando detalhes e lugares do espaço urbano nem sempre percebidos.

Para expressar os anseios dos estudantes envolvidos quanto à dinâmica urbana do município enquanto cidade turística, a instalação mescla fotografia e pequenos textos opinativos sobre a relação que estabelecem para com a cidade, em resposta às questões: “Você gosta de morar em uma cidade turística?” e “O que você mudaria em Tiradentes?”. Participam, como artistas: Cali, Felps, Lawier, Preto, Sunce Pali, Tuti, Veltti e Phaniistuff. Na curadoria, além da pesquisadora Sílvia Reis, a professora da UFSJ Luciana Beatriz Chagas e a estudante Thais de Almeida.

O projeto decorre da pesquisa “A identidade da população de Tiradentes/MG frente à gentrificação”, desenvolvida pela mestranda Silvia Cristina dos Reis, da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), cujo objeto de análise são as vivências educomunicativas desenvolvidas nessa escola. Segundo o estudo de Sílvia, a amostra de pesquisa – que deu origem à exposição – selecionou as atividades nas quais a fotografia atua propiciando a valorização da cultura regional, assim como o desenvolvimento da consciência crítica, diante dos processos de gentrificação desencadeados pela chegada maciça de “estrangeiros” em Tiradentes.

Museu Casa Padre Toledo tem a expografia renovada

Desde 12 de julho de 2019, dentro da programação do 51º Festival de Inverno UFMG, o Museu Casa Padre Toledo exibe novas exposições de longa duração, oferecendo aos visitantes a possibilidade de conhecer melhor o cotidiano e detalhes de personagens e locais que integram a história da Inconfidência Mineira, a partir de documentos, imagens e acervos diversos sobre a Casa, o Padre Toledo e também sobre o dia a dia da Vila de São José.

Nos jardins do Museu está instalada a mostra Frei Vellozo, composta por diversos painéis distribuídos no espaço, que contam a história desse importante botânico tiradentino do século 18. Integrante de um grupo de eminentes cientistas da época, o brasileiro Frei Mariano da Conceição Vellozo foi responsável pela organização da obra Florae Fluminensis. A publicação traz mais de mil e quinhentas espécies de plantas, seus nomes e também seus usos tradicionais, algumas delas encontradas na região de Tiradentes.

A visitação ao Museu pode ser feita de terça a a domingo em horários diferenciados e a entrada é gratuita tanto para residentes em Tiradentes, São João del-Rei e Santa Cruz de Minas como para professores e estudantes do sistema de ensino público. Estudantes e professores do sistema de ensino privado e maiores de 60 anos pagam meia entrada.

Serviço
Evento: Exposição Olhares: uma narrativa do cotidiano
Data: 17 de agosto a 08 de setembro de 2019
Local: Museu Casa Padre Toledo I Rua Padre Toledo, 158 – Tiradentes
Horários: terça a sexta, das 10h às 17h; sábados, das 10h às 16h30; domingos, das 9h às 15h.
Entrada franca na data de abertura da exposição, às 15h do sábado (17) e até o fechamento do Museu, às 16h30 e, nos demais dias, gratuita para estudantes e professores do sistema de ensino público (básico, fundamental, médio e superior) e para residentes em Tiradentes, São João del-Rei e Santa Cruz de Minas.
Estudantes e professores do sistema de ensino privado e maiores de 60 anos pagam meia entrada – R$ 5,00 – e os demais públicos pagam inteira, R$ 10,00.