Todos os posts de admin

Que orgulho! Estudantes dão exemplo de integração com ensino e pesquisa

Participantes da 21ª Jornada de Extensão mostraram a importância da relação entre as dimensões acadêmicas da Universidade

De volta ao Campus Pampulha depois das duas edições anteriores no formato on-line, a 21ª Jornada de Extensão reuniu a comunidade extensionista no Auditório Nobre do CAD1 na quarta-feira, dia 25 de maio de 2022.

O seminário – que foi a principal atividade da Jornada em 2022 – foi conduzido pelos estudantes do Teatro Universitário (TU/UFMG), Delaney Junior e Dê Jota. O evento teve a participação de projetos e programas de extensão, debate e atrações de arte e cultura.

Depois de tanto tempo afastados das atividades presenciais na UFMG (devido à pandemia de covid-19), os estudantes estavam ansiosos por participar, de perto, dos ricos momentos de interação, convivência e trocas proporcionados pela Universidade.

Um dos principais momentos do evento foi exposição oral dos três discentes que ganharam o concurso de vídeos promovido pela Jornada: Arthur Felipe Barroso, do curso de Fisioterapia, Igor Santana, das Ciências Biológicas, e Samuel Soares, estudante de Agronomia. Eles conquistaram a preferência do público em votação realizada pela Internet, que contou com a participação de 165 vídeos de estudantes participantes de extensão na UFMG.

Escolhidos pelo público

Arthur Felipe Barroso conquistou a maioria dos votos. Ele representou o projeto Sports Stars Brasil, vinculado à Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional (EEFFTO). O estudante disse que a iniciativa ajuda crianças e adolescentes com paralisia cerebral e Transtorno do Espectro Autista (TEA). “As práticas esportivas oferecidas pelo projeto permitem melhorias na reabilitação dessas crianças e adolescentes e nas suas habilidades motoras e de interação social”.

Arthur Felipe Barroso, estudante de Fisioterapia que colabora para a qualidade de vida de crianças e adolescente com paralisia infantil e TEA

Já o estudante Igor Santana inovou na área de divulgação científica ao criar, juntamente com a professora Lucília Souza Miranda, um canal na plataforma YouTube. O canal No Fundo do Mar, que disponibiliza vídeos sobre zoologia marinha, caiu nas graças de um público diverso e interessado nesse tipo de assunto. “Publicamos informações acessíveis e confiáveis para as pessoas que interagem conosco e sugerem conteúdo. O canal já foi utilizado em sala por professores do ensino básico e do ensino superior. As atividades desenvolvidas têm um impacto enorme na minha formação”, destacou Igor.

Igor Santana - Jornada de Extensão ufmg
Igor Santana ajuda a popularizar a zoologia marinha: “Projeto tem enorme impacto na minha formação”

De Montes Claros, Samuel Soares veio à Belo Horizonte apresentar o projeto Viveiro de mudas frutíferas, ornamentais e silviculturais do Instituto de Ciências Agrárias da UFMG. “Além de aprender e ensinar técnicas de produção de mudas, eu e os demais alunos envolvidos aprendemos a nos relacionar e a comunicar melhor com as comunidades. Nessa interação, há uma relação intrínseca entre ensino, pesquisa e extensão”, afirmou Samuel.

Samuel Soares ICA - jornada de extensão ufmg
Samuel Soares, de Montes Claros, divulgou o viveiro de mudas do ICA: “Relação intrínseca entre ensino, pesquisa e extensão”

Os três estudantes participaram de debate mediado pela professora Márcia Martins, do ICA, que ressaltou que os “projetos conseguiram integrar muito bem o ensino, pesquisa e extensão”. Ela aproveitou para convidar o público a assistir aos vídeos da Jornada, que estão disponíveis no site do evento.

O seminário teve também participação do projeto Literatura afro-brasileira em foco, da Faculdade de Letras (Fale), representado pela estudante Débora Araújo, que declamou o conto Iemanjá e o poder da criação do mundo. Já o projeto Teatro no ar, do  TU, exibiu a peça O louco lúcido, interpretada por Dê Jota.

Jornada de volta

Na entrada do CAD-1, na área de recepção dos inscritos, nós conversamos com Vinícius Alcântara, estudante do 7º período do curso de Matemática da UFMG. O graduando é extensionista voluntário no Projeto Visitas, do Instituto de Ciências Exatas (Icex/UFMG). “É a primeira vez que participo da Jornada. Fiquei sabendo do evento no meu projeto. Depois de um longo período de encontros e atividades on-line, é muito bom voltar à Universidade e participar de um evento que divulga e valoriza o que é feito pela instituição”, disse o estudante.

Jornada de extensão ufmg #tonajornada
Vinícius Alcântara participou da Jornada pela primeira vez: “Muito bom estar de volta à UFMG para este evento”

Compromisso com a indissociabilidade         

O vice-reitor da UFMG, Alessandro Fernandes Moreira, abriu a 21ª Jornada de Extensão reiterando a importância da extensão para o diálogo da UFMG com a sociedade. Ele destacou o compromisso histórico da instituição com a inserção e a integralização das atividades extensionistas nos cursos de graduação.

“A flexibilização dos currículos para acolher a extensão é hoje regulamentada na Universidade”, afirmou o vice-reitor, mencionando a exigência existente na UFMG de integralização mínima de 10% da carga horária dos currículos da graduação com as atividades de extensão. “Esse percentual”, segundo o vice-reitor, “não pode ser encarado como um ‘peso’, pois precisamos mostrar, transformar e fortalecer tudo de bom que existe em nossa Universidade”.

Ao lembrar o retorno presencial da Jornada de Extensão depois duas edições seguidas no modo on-line, a pró-reitora de Extensão da UFMG, Claudia Mayorga, comentou os desafios impostos pela pandemia à Universidade, “que foi demandada, na crise, a dar respostas às demandas urgente colocadas pela sociedade”, as quais vieram, em grande medida, da extensão universitária, que “permaneceu atuante nas comunidades, nos territórios e contribuiu para a função da UFMG como instituição pública, sendo os estudantes protagonistas e multiplicadores nesse contexto”.

O evento foi transmitido, de forma simultânea, pelo canal da Proex no YouTube. Assista ao vídeo na íntegra.

A 21ª Jornada de Extensão teve como tema #tudojuntoemisturado: como integrar extensão ao ensino e à pesquisa.

Veja mais fotos do evento.

Créditos: Comunicação Proex/UFMG

Relembre a edição comemorativa de 20 anos, que despertou a esperança de ‘viver Freire’

Estudantes extensionistas da UFMG relataram experiências de aplicação dos ideais do educador homenageado

Em sua atuação, as atividades de extensão da UFMG são transformadas e impactadas pela interação com comunidades, saberes e sujeitos diversos. Essa relação dialógica, que é um dos pilares do pensamento e método do educador Paulo Freire, foi demostrada na 20ª Jornada de Extensão da UFMG. O evento foi realizado virtualmente na quarta-feira, dia 16 de junho, com o tema 20 anos da Jornada de Extensão e centenário de Paulo Freire – extensão para a autonomia, o diálogo e a esperança.

O Projeto Pequi, vinculado ao Instituto de Ciências Biológicas (ICB), nasceu, em 2012, como alternativa de renda para a comunidade quilombola de Pontinha, em Paraopeba (MG). Segundo a extensionista, Luisa Couto de Souza, todo trabalho é realizado “em comunhão” e utilizando ferramentas participativas. “Houve a participação ativa e crítica, a construção do conhecimento e da autonomia dos comunitários, que passaram a produzir e a vender produtos à base de pequi de forma sustentável”, relatou a estudante, que mencionou, ainda, o impacto da experiência na sua formação. “É uma contribuição que vai além da academia. A interação com o mundo contribuiu para eu dar sentindo ao que aprendo e me tornou ‘mais humana’”.

No evento, a estudante Luisa apresentou a interação do projeto Pequi com comunidade quilombola de Pontinha, em Paraopeba, Minas Gerais (Reprodução YouTube)

Na área da comunicação, o estudante Ian Figueiredo Braga Netto apresentou sua participação no projeto ‘Ciência na Web’, iniciativa do programa ‘1000 Futuros Cientistas’, do Departamento de Química da UFMG. O projeto busca democratizar a ciência por plataformas virtuais a partir de situações corriqueiras e experiências do cotidiano. “Dedicamo-nos a explicar química de forma acessível e democrática. Assim como sugerido por Paulo Freire, todas as pessoas têm um conhecimento proveniente da sua cultura, da vivência, que não é menos importante do que o conhecimento teórico”, afirmou Ian, para quem o educador homenageado é, desde o ensino médio, “uma grande fonte de inspiração”.   

O discente de Química da UFMG, Ian Figueiredo, inspira-se em Paulo Freire para desenvolver ações de divulgação da ciência (Reprodução YouTube)

O projeto Observatório de Estomaterapia: feridas e estomas foi representado na Jornada pela discente do curso de Enfermagem, Laura Ellen França Soares. Ela explicou que, a partir dos princípios de Freire, a iniciativa visa contribuir para a qualidade de vida de pacientes atendidos no Hospital das Clínicas da UFMG, provenientes do Sistema Único de Saúde. “Há uma troca recíproca de conhecimentos com o paciente, que se torna sujeito ativo do tratamento para que ele possa alcançar a autonomia do autocuidado e a qualidade de vida”.

Ao mediar debate com os discentes acerca dos ideais freireanos, a professora da Faculdade de Educação (FaE) da UFMG, Lúcia Helena Alvarez Leite, disse que “a proposta do homenageado visa problematizar a partir da realidade, da interação, da troca e da prática social. É um grande desafio ‘viver Paulo Freire’ dentro ou fora da UFMG”.  

Laura França demonstrou como a método de Freire pode também ser aplicado à Enfermagem (Reprodução YouTube)

Inspiração de longe

A pró-reitora de Extensão da UFMG, Claudia Mayorga, ressaltou que Paulo Freire inspirou a concepção, na década de 80, das diretrizes da extensão universitária no Brasil, como a interação dialógica, a formação do estudante, a transformação social e a interdisciplinaridade. “Essa inspiração é fundamento para que cumpramos, hoje, nossa função de universidade pública”, afirmou.     

Para a reitora da UFMG, Sandra Goulart Almeida, homenagear o educador nos 20 anos da Jornada é uma forma também reafirmar a importância assumida pela extensão. “Esse evento atesta a qualidade dos trabalhos que vêm sendo desenvolvidos com as comunidades e a extensão como elemento integrador das ações da Universidade. Que Paulo Freire nos inspire sempre no cotidiano, na formação humana e no desafio de lutar por um país mais equânime, justo e melhor”.

Atrações culturais

Orquestra de Choro da UFMG se apresentou no evento com a canção ‘Ele e Eu’, do mestre Pixinguinha (Reprodução YouTube)

A programação da edição de 20 anos da Jornada de Extensão também incluiu a participação da Orquestra de Choro, da Escola de Música da UFMG, coordenada pelo professor Marcos Flávio, que interpretou a música Ele e eu, de Pixinguinha, e do projeto Arte e Diferença, da Escola de Belas Artes, que apresentou a performance Freiriarte.

Ao fim do evento, foi apresentado vídeo do cordel Aprendi lendo caju, escrito e encenado pelo professor do Teatro Universitário (TU), Fernando Limoeiro, em que o próprio Limoeiro interpreta o protagonista ‘Vitorino Sabe-Ler’, um lavrador que sente vergonha de não ser alfabetizado. Ao conhecer Paulo Freire, ‘Vitorino’ descobre um mundo de possibilidades descortinado pela leitura e pela escrita.

A 20ª Jornada de Extensão da UFMG contou com intérpretes de Libras.

Os estudantes inscritos receberam certificado de participação.

Vídeo completo do evento.

Foto de Capa: Em sentido horário Luisa, Laura, Ian, Lucinha e Lorena Diniz (Intérprete de Libras) Reprodução: YouTube Extensão UFMG

Veja abaixo mais imagens do evento.

Jornada reúne extensionistas na UFMG. Bora se misturar com a gente!

Evento de 23 a 25 de maio tem seminário, oficina e atrações culturais

O ano de 2022 marca a volta da Jornada no campus Pampulha da UFMG.

A 21ª edição tem como tema #tudojuntoemisturado: como integrar extensão ao ensino e à pesquisa. Estudantes, professores, coordenadores de extensão, técnicos e representantes da comunidade externa participarão das atividades.

O impacto da prática extensionista na vida dos discentes, articulada de maneira transdisciplinar com a pesquisa e o ensino, vai nortear os três dias de intensa programação.

Seminário

O evento terá a exposição oral dos três discentes que venceram o concurso de vídeos  – votação pelo público – promovido pela Jornada.

Os estudantes são Arthur Felipe Barroso do curso de Fisioterapia, Igor Santana do curso de Ciências Biológicas e Samuel Soares do curso de Agronomia do Instituto de Ciências Agrárias (ICA). As apresentações serão seguidas por debate mediado pela professora Márcia Martins do ICA.


Estudante de Montes Claros Samuel Soares teve seu vídeo entre os mais votados. Extensionista divulga a experiência do viveiro de mudas frutíferas, ornamentais e silviculturais do ICA | Reprodução YouTube

O seminário terá ainda duas atrações culturais. Representando o Projeto Literatura Afro-brasileira em Foco, da Faculdade de letras (Fale), a estudante Débora Araújo apresentará o conto Iemanjá e o poder da criação do mundo. O projeto Teatro no Ar, do Teatro Universitário (TU), exibirá a peça O louco Lúcido, que será encenada pelos estudantes Delaney Junior e Dê Jota.

A atividade será transmitida, de forma simultânea, pelo canal da Pró-reitoria de Extensão da UFMG no YouTube

Os estudantes que queiram participar como ouvinte do seminário podem se inscrever por meio de formulário.

Além disso, no site da Jornada, o público poderá assistir aos trabalhos – em formato de vídeo – que participaram da votação.

Oficina

Nos dias 23 e 24 de maio, as salas do CAD 1 vão receber as turmas da oficina A integração da extensão com o ensino e com a pesquisa e como ela pode contribuir para a formação dos/das estudantes. Com vagas totalmente preenchidas, a oficina será oferecida à comunidade universitária, sendo ministrada por docentes da UFMG e técnicos da Pró-reitoria de Extensão (Proex).

Estão também previstos no conteúdo os conceitos, as diretrizes e as modalidades da extensão universitária, oportunidades oferecidas por essa dimensão acadêmica e a importância de sua integralização na grade curricular dos cursos de graduação.

Ao contrário deste ano, em 2020 e 2021, a Jornada de Extensão havia sido realizada de forma integralmente remota devido à pandemia de covid-19.


Área de credenciamento dos participantes na entrada do CAD1 na 15ª edição.
Em 2022, seminário do evento acontece no mesmo local | Foto: Gabriela Carraro

Deixe seu voto nos trabalhos da Jornada

Você poderá escolher três vídeos de sua preferência;
os estudantes mais votados vão se apresentar no dia 25 de maio

Chegou o momento de conhecer e votar nos vídeos da 21ª Jornada de Extensão: 165 trabalhos de estudantes extensionistas da Universidade disputam a preferência do público no concurso que vai escolher três atividades para se apresentar presencialmente no evento.

A votação, que fica aberta até 16 de maio, ocorre exclusivamente por meio de formulário próprio. Os vídeos estão publicados no site e qualquer interessado poderá assistir às apresentações dos estudantes.

Cada votante interessado deverá escolher, necessariamente, três vídeos, os quais foram produzidos e submetidos pelos estudantes que participam de atividades de extensão na UFMG, sob a orientação de docentes.

Os autores dos três vídeos mais bem votados, de áreas temáticas distintas, vão participar de seminário no dia 25 de maio, às 15h, no Centro de Atividades Didáticas de Ciências Naturais (CAD 1) – campus Pampulha da UFMG. O evento terá ainda debate mediado por docente e apresentação de arte e cultura.

Os vídeos foram avaliados e pré-selecionados pelos comitês assessores da Câmara de Extensão. O resultado da votação será divulgado no dia 20 de maio.

‘Tudo junto e misturado’

Em 2022, a Jornada de Extensão tem como tema #tudojuntoemisturado: como integrar extensão ao ensino e à pesquisa.

Os trabalhos dão uma amostra da diversidade de programas, projetos e cursos de extensão universitária na UFMG, desenvolvidos nas diversas unidades acadêmicas em diálogo com a comunidade externa. Os discentes apresentam a atividade, a contribuição para sua formação, a relação com o ensino e a pesquisa e o aprendizado adquirido com as comunidades.

Todos os estudantes que inscreveram vídeo receberão certificado de participação. Os estudantes que tenham interesse em participar do seminário como ouvinte podem ainda se inscrever pelo site oficial.

Aproveite! Prorrogamos, até 18/04, o prazo de inscrições de vídeos

Novo prazo vai auxiliar estudantes em adaptação ao ensino presencial no primeiro semestre de 2022

Os estudantes da Universidade, bolsistas ou voluntários na extensão, contam agora com um novo prazo para inscrever seu vídeo na 21ª Jornada de Extensão da UFMG. A organização prorrogou até a próxima segunda-feira, dia 18 de abril, o período das submissões, as quais devem ser feitas, exclusivamente, por meio de formulário eletrônico.

A medida, além de propiciar um tempo maior para a elaboração dos vídeos, visa auxiliar os estudantes que vivenciam o retorno do ensino presencial, de forma integral, neste semestre letivo. “Muitos deles se deparam com novidades e mudanças com as atividades acadêmicas presenciais”, avalia o coordenador do evento, professor Glaucinei Rodrigues Corrêa, que destaca, ainda, que as demais datas do cronograma do evento permanecem as mesmas.

Os vídeos inscritos participarão de votação pública (concurso) para a escolha de três atividades que serão apresentadas em seminário no dia 25 de maio, às 15h, no CAD 1, com transmissão simultânea pelo canal da Pró-reitoria de Extensão no YouTube

No vídeo, que deverá ter no máximo três minutos de duração, o extensionista deverá apresentar a atividade, a contribuição para sua formação, a relação com o ensino e a pesquisa e o aprendizado adquirido com a comunidade.

Os vídeos deverão atender a certas especificações, como a posição horizontal e a hospedagem em plataforma on-line, como o YouTube.

A votação pelo público vai ocorrer de 19 de abril a 16 de maio. Todos os vídeos inscritos serão pré-selecionados pela Câmara de Extensão.

Programação semipresencial

A 21ª Jornada de Extensão acontecerá presencialmente de 23 a 25 de maio de 2022. Nesses dias, o evento terá a apresentação dos estudantes e das atividades escolhidas pelo público, atração artística e cultural e oficina sobre extensão universitária, que é aberta à participação de todos os interessados na temática.

As inscrições para a oficina são gratuitas e seguem até 2 de maio.

A programação contará ainda com a publicação e exibição dos vídeos no site.

Imagem de capa: Estudante Bruna Myrela, do ICA, relatou em vídeo sua experiência no projeto ‘Solos na escola’ na edição do ano passado da Jornada | Reprodução YouTube

Inscreva seu vídeo e participe de oficina

Evento traz surpresas pra quem quer divulgar sua atividade ou conhecer melhor a dimensão acadêmica da extensão universitária

O impacto da prática extensionista na vida dos estudantes, articulada de maneira transdisciplinar com a pesquisa e o ensino, vai nortear as atividades da 21ª Jornada de Extensão da UFMG.

A jornada de 2022 terá diversas atividades virtuais e presencias na programação, que terá como tema #tudojuntoemisturado: como integrar extensão ao ensino e à pesquisa.

Teremos oficina sobre extensão, divulgação de vídeos produzidos pelos estudantes, votação e escolha pelo público dos melhores trabalhos que serão apresentados em seminário, entre outras atrações.

As inscrições para todas as modalidades de participação são gratuitas. Todos os inscritos receberão certificado ao final do evento.

Vamos nos juntar e misturar?

Seminário

Os estudantes bolsistas ou voluntários na extensão podem inscrever o vídeo até o dia 18 de abril. O envio do vídeo deverá ser feito por meio de link de inscrição.

Os vídeos inscritos participarão de votação pública para a escolha de três atividades que serão apresentadas durante seminário, que acontecerá presencialmente no dia 25 de maio, às 15h, no CAD 1 – campus Pampulha –, com transmissão simultânea pelo canal da Pró-reitoria de Extensão da UFMG no Youtube.

No vídeo de até 3 minutos de duração, o extensionista deverá apresentar a atividade, a contribuição dela para sua formação, a relação com o ensino e a pesquisa e o aprendizado adquirido com a comunidade.

Os vídeos deverão atender a certas especificações, como ser produzido em posição horizontal e hospedado em plataforma on-line de acesso público, como o YouTube.

Os interessados ainda podem se inscrever no seminário como ouvintes.

Votação

A votação pelo público (concurso) vai ocorrer de 19 de abril a 16 de maio. Cada votante, qualquer interessado, deverá indicar três atividades de sua preferência para apresentação. As três atividades mais votadas, em áreas temáticas da extensão distintas, serão apresentadas pelos estudantes no seminário.

Todos vídeos inscritos e pré-selecionados pela Câmara de Extensão serão publicados no site do evento.

Oficina

Já a oficina, que será oferecida a todos os interessados, com três turmas de 30 vagas cada, ocorrerá de forma presencial no campus Pampulha nos dias 23 e 24 de maio.

Os interessados devem se inscrever nesta página até o dia 2 de maio.

A atividade terá como tema A integração da extensão com o ensino e com a pesquisa e como ela pode contribuir para a formação dos/das estudantes. Será ministrada por docentes e técnico-administrativos da Proex, que abordarão, também, os conceitos, as diretrizes e as modalidades da extensão universitária.

Outras orientações e informações estão na chamada.

Sobre a Jornada

A Jornada de Extensão é um evento anual promovido pela Proex por meio da Diretoria de Apoio à Gestão da Extensão (Dage).

A cada ano, o evento aborda um tema relacionado às diretrizes da extensão universitária, sempre buscando uma representação e protagonismo dos estudantes, professores e dos participantes das comunidades que dialogam com as atividades extensionistas.

Outras informações podem ser obtidas também pelo telefone (31) 3409-3215 ou e-mail eventos@proex.ufmg.br

Conheça atividades vencedoras do concurso de 2021

Os autores dos vídeos participaram ao vivo do evento

Estudante: Laura Ellen França Soares – Escola de Enfermagem
Atividade: Observatório de Estomaterapia: feridas e estomas
Link do vídeo: https://youtu.be/VHaRpWFQEjg
Votos: 481

Paulo Freire preconizava uma educação libertadora e transformadora e que seus pensamentos inspirassem e contemplassem as mais diversas áreas do conhecimento, dentre elas a Enfermagem.

O projeto de extensão aborda feridas e estomias. Os pacientes vivenciam, muitas vezes, o fenômeno do sofrimento, o distúrbio da autoimagem e a perda da esperança e da autonomia no autocuidado, que muitas vezes fazem com que internalizem dúvidas e medos.

O trabalho visa promover o diálogo, estimular a autonomia para o autocuidado e renovar as esperanças de pessoas que se perdem em pontos da rede de atenção à saúde devido ao afastamento ocasionado pela pandemia que vivemos.

Para isso, o projeto desenvolve tecnologias educativas no formato de cartilha, com linguagem simples e instrucional e conteúdo realístico, que oferecem conhecimentos e saberes científicos acerca do autocuidado. São esclarecidas dúvidas dos pacientes para ajudá-los a alcançar autonomia e a compreensão acerca de suas particularidades e o contexto no qual estão inseridos, resgatando sua esperança em viver com bem-estar físico, mental e qualidade de vida.

Estudante: Ian Figueiredo Braga Netto – Instituto de Ciências Exatas – ICEx
Atividade: 1000FC – Popularizando ciências com o uso de ferramentas digitais
Link do vídeo: https://youtu.be/6s40QQZ4p2Y
Votos: 431

A química, a física e a biologia nasceram junto com a curiosidade de se entender e explicar eventos da natureza. Entretanto, com o passar dos anos, o formalismo distanciou as pessoas desse propósito e afastou a abordagem dessas disciplinas do cotidiano da sociedade. A separação foi tão significativa que hoje, no processo de aprendizagem, os eventos da natureza são entendidos como uma extensão da matemática, o que pode desestimular alguns alunos…

O ‘Ciência na Web ‘ tem o objetivo de mudar esse estigma! Com a participação de voluntários de várias áreas do conhecimento, busca-se relacionar a vivência cotidiana com a ciência, explicando eventos naturais de forma democrática e acessível. Assim como sugerido por Paulo Freire, todos temos um conhecimento proveniente da nossa cultura, da vivência e que não é menos importante do que o conhecimento teórico. Dessa forma, o projeto se dedica em explicar eventos de forma esclarecedora e informativa.

O projeto ‘Ciência na Web’ investe em divulgação científica de qualidade através de posts, blog, vídeos e podcasts em linguagem acessível nas plataformas digitais com o intuito de atingir cada vez mais pessoas.

Estudante: Luisa Couto Gonçalves de Souza – Instituto de Ciências Biológicas – ICB
Atividade: Uso do pequi Caryocar brasiliense como alternativa de renda para a comunidade remanescente do Quilombo de Pontinha – Paraopeba – Minas Gerais
Link do vídeo: https://youtu.be/vM8s7IlMdLo
Votos: 268

O Projeto Pequi nasceu em 2012 como consequência do Projeto Minhocuçu, que atua em questões socioambientais junto ao Quilombo de Pontinha (Paraopeba/MG). Após anos de diálogo, foi firmado um acordo participativo de que não seria feita a extração do minhocuçu em seu período reprodutivo, gerando necessidade de nova fonte de renda nesse período.

Por meio de metodologias e ferramentas participativas, foi lembrado pelos quilombolas que o pequi frutifica na época em questão. Desenvolveu-se, após pesquisas participativas e capacitações, um grupo que passou a produzir e vender produtos à base de pequi. O feito tem levado ao fortalecimento da autonomia dos comunitários, não apenas pelo retorno financeiro, mas também pela prática de gerir de forma sustentável os elementos de seu território.

O rompimento da barragem em Brumadinho e a pandemia de COVID19 agravaram a vulnerabilidade local e trouxeram desafios. A esperança que “se manifesta na prática”, de Paulo Freire, motivou a inscrição em vários editais, com os quais conseguiu-se financiamento para ação emergencial contra a COVID, instalação de uma agroindústria com tecnologias sustentáveis e produção de cartilhas educativas, dentre outros.

Votação expressiva

Dos 119 vídeos pré-selecionados pela Proex e publicados no site, os três mais bem votados de áreas distintas – Saúde, Comunicação e Meio Ambiente – foram escolhidos na votação popular.

O concurso contou com a participação de 5.667 votantes, que registraram três atividades de sua preferência, totalizando, assim, 17.001 votos.  

Leia mais sobre o concurso.

Foto de capa: Quilombolas de Pontinha (MG) comemoram a chegada de agroindústria em 2020 (Arquivo: Projeto Pequi)

Jornada inspira edição especial do Boletim UFMG

Tradicional publicação da UFMG celebra as duas décadas do evento com matérias especiais sobre atividades extensionistas da Universidade

As atividades extensionistas orientam-se por ideias que o educador Paulo Freire defendeu com paixão e método. Ele é o homenageado da 20ª Jornada de Extensão da UFMG, destaque da edição 2103 do Boletim, que focaliza iniciativas como o cursinho popular Guimarães Rosa, o curso de astronomia para professores da rede básica e a capacitação de docentes que atuam na Educação de Jovens e Adultos (EJA) – todas guiadas pela máxima segundo a qual “quem ensina aprende ao ensinar, e quem aprende ensina ao aprender”.

O evento será realizado nesta quarta-feira, dia 16, e reunirá estudantes, professores, servidores técnicos e representantes das comunidades parceiras dos programas e projetos. Leia o conteúdo da edição.

Paulo Freire, o pensador do diálogo, da autonomia e da esperança
Em artigo, a professora Claudia Mayora, pró-reitora de extensão da UFMG, descreve temas centrais do pensamento do educador.

Herdeiros de Freire
Homenagem ao educador marca a 20ª edição da Jornada de Extensão.

O céu sob as lentes freireanas
Curso de extensão para professores que ensinam astronomia no ensino básico valoriza a cultura e o conhecimento prévio do participante.

O campo enfrenta a pandemia
Pesquisadores, agricultores e estudantes de Montes Claros criam alternativas para compartilhar saberes e manter atividades.

‘Mestre não é quem sempre ensina, mas quem, de repente, aprende’
Cursinho popular ajuda jovens de baixa renda a ingressar na UFMG.

Ele tem fome de quê?
Trupe A Torto e a Direito, dirigida pelo dramaturgo Fernando Limoeiro, recorre à arte popular nordestina para dar voz a quem não tem.

Aula de diversidade
Curso estimula a construção de projetos de inclusão e cidadania no âmbito da Educação de Jovens e Adultos.

Angicos vive
Faculdade de Educação programou várias atividades para celebrar o centenário de Paulo Freire; especialistas analisam a sua obra e a experiência de alfabetização de adultos no Rio Grande do Norte.

Emancipação, autonomia: liberdade
Professora da FaE conta como conheceu o universo do educador e diz que viver Paulo Freire é a melhor forma de homenageá-lo.

Seguir sempre e mudar quando necessário
O professor Edison Corrêa, que aos 79 anos segue fazendo extensão, baseou sua trajetória na busca por impactos nas comunidades.

Capa: Imagem que ilustra a capa da edição especial do Boletim UFMG (Marcelo Lustosa | Cedecom UFMG)

Edição comemorativa será realizada virtualmente nesta quarta-feira

Programação terá a apresentação de atividades selecionadas em concurso, debate e atrações culturais

As duas décadas da Jornada de Extensão serão celebradas oficialmente nesta quarta-feira, dia 16 de junho, em encontro, ao vivo, às 15h, com transmissão pelo canal da pró-reitoria de Extensão no YouTube.  

Com o tema 20 anos da Jornada de Extensão e centenário de Paulo Freire – extensão para a autonomia, o diálogo e a esperança, o evento terá a apresentação de três estudantes extensionistas da Universidade: Laura França, participante do projeto Observatório de Estomaterapia: feridas e estomas; Ian Figueiredo, participante do programa 1000 Futuros Cientistas, e Luisa Couto, do Projeto Pequi. Haverá debate mediado pela professora Lúcia Helena Alvarez Leite, da Faculdade de Educação (FaE) da UFMG.

A programação também inclui a participação da Orquestra de Choro, da Escola de Música da UFMG – sob coordenação do professor Marcos Flávio –, que interpretará a música Ele e eu, de Pixinguinha, do projeto Arte e Diferença, da Escola de Belas Artes, com o espetáculo Freiriarte, e a apresentação do cordel Aprendi lendo caju, criado e interpretado especialmente para o evento do professor do Teatro Universitário (TU), Fernando Limoeiro.

As inscrições de ouvintes podem ser realizadas gratuitamente por meio deste formulário eletrônico. Todos os inscritos recebem certificado de participação.

Votação expressiva

Em 2021, a Jornada acontecerá pela segunda vez em formato virtual. A edição comemorativa de 20 anos presta homenagem ao centenário do educador e filósofo Paulo Freire, cujos princípios – a autonomia, o diálogo e a esperança – motivaram a mobilização dos discentes em torno de concurso para a escolha das atividades que serão apresentadas nesta quarta-feira.  

Dos 119 vídeos pré-selecionados pela Proex e publicados no site da Jornada, os três mais bem votados, de áreas distintas – Saúde, Comunicação e Meio Ambiente –, foram escolhidos em votação popular.

Os vídeos de autoria de Laura França, da Escola de Enfermagem, Ian Figueiredo, do Instituto de Ciências Exatas (ICEx), e Luisa Couto, do Instituto de Ciências Biológicas (ICB), contabilizaram, respectivamente, 481, 431 e 268 votos. O concurso contou com a participação de 5.667 votantes, que registraram três atividades de sua preferência, totalizando, assim, 17.001 votos.  

Saiba mais sobre a programação.

Foto de capa: Extensionista Laura Ellen França Soares, da Enfermagem, apresentará no evento o projeto Observatório de Estomaterapia: feridas e estomas (Reprodução YouTube)

Escolha as atividades que vão se apresentar no evento

O desafio está lançado!

Assista aos vídeos do concurso que estão publicados aqui no nosso site e vote em três atividades de sua preferência para se apresentarem na edição comemorativa da 20ª Jornada de Extensão.

A votação, que está aberta até 10 de junho, deve ser feita por meio de formulário próprio.

A votação é aberta ao público em geral, qualquer pessoa pode deixar seu voto. Cada votante deverá escolher, necessariamente, três vídeos, que foram produzidos e submetidos por estudantes que participam de atividades de extensão na UFMG.

As três atividades de áreas distintas mais bem votadas serão apresentadas na Jornada, no dia 16 de junho de 2021, às 15h. O evento será transmitido, ao vivo, no YouTube da pró-reitoria de Extensão.

A pré-seleção dos vídeos foi feita pela Câmara de Extensão da UFMG, que avaliou as inscrições de acordo com áreas temáticas, diretrizes da Extensão Universitária e relação com os princípios propostos pelo educador Paulo Freire, nosso grande homenageado.