O Centro de Estudos Indianos foi lançado na UFMG, em 2013, juntamente com outros quatro centros de estudos especializados: Centro de Estudos Europeus (CEE), Latino-Americanos (CELA), Africanos (CEA) e Chineses (CEC).

Eles integram a Diretoria de Relações Internacionais (DRI) da UFMG e têm caráter interdisciplinar. Sua criação acontece no âmbito da política de internacionalização da UFMG, com a missão de assegurar a inserção da instituição no cenário internacional e o cosmopolitismo das atividades acadêmicas.

Pretende-se também, com os Centros, intensificar a interação com outras culturas e promover o desenvolvimento de pesquisas conjuntas, incorporando, assim, parâmetros e objetivos mais abrangentes para a internacionalização da Universidade, antes centrada na mobilidade de alunos e de docentes.

O Centro de Estudos Indianos (CEI-UFMG) busca ainda promover eventos, fomentar e desenvolver estudos e pesquisas sobre e com a Índia. Assim, foi proposto, inicialmente, o Primeiro Encontro de Estudos Indianos da UFMG, que aconteceu em outubro de 2013, intitulado Interações Brasil-Índia UFMG 2013, envolvendo temas diversos e relacionados à Índia.

Posteriormente, a Primeira Jornada Internacional de Estudos Indianos da UFMG foi realizada em fevereiro de 2014 com a temática “Cooperação Acadêmica Brasil- Índia no Século XXI”, cuja organização foi favorecida pela realização do evento antecessor.

A partir da realização de cada um desses eventos, foi possível ampliar a divulgação do CEI, mapear o potencial de estudos sobre e com a Índia na UFMG, estabelecer contatos, promover debates e criar possibilidades para cooperação em áreas ligadas às ciências sociais aplicadas, particularmente no tocante aos modelos de desenvolvimento social e econômico, privilegiando temas ligados à sustentabilidade e às inovações culturais e socioambientais.

Coordenador: Heloisa Faria Braga Feichas (Escola de Música)
- Bhalchandra Digambar Thatte (ICEX)
- Cristina Maria de Castro (FAFICH)
- Eduardo Bastianetto (EV)
- Juliane Corrêa (FAE)

Centro de Estudos Especializados
Diretoria de Relações Internacionais - DRI
Campus Pampulha
Av. Antônio Carlos, 6627 – Belo Horizonte
MG, Brasil – CEP: 31270-901

Telefone: (31) 3409-4025 ou (31) 3409-3276

cei@dri.ufmg.br

Objetivo geral
O Centro de Estudos Indianos tem como objetivo geral promover, informar e desenvolver eventos, estudos e pesquisas sobre e com a Índia, para difundir conhecimentos entre brasileiros e indianos, além de incentivar a cooperação com outros centros de estudos sobre a Índia no Brasil e no mundo.

Objetivos específicos

  • Funcionar como ponto de apoio e referência acadêmica sobre a Índia dentro da UFMG, fazendo a sinergia com outras iniciativas em andamento na Universidade;
  • Buscar formas de financiamento/apoio para pesquisas, publicações, eventos, dentre outros;
  • Congregar e articular professores, estudantes, pesquisadores e grupos interessados em estudos sobre a Índia e nas relações Brasil/Índia, sob um enfoque multidisciplinar;
  • Organizar e direcionar projetos que visem a fomentar parcerias entre instituições brasileiras e indianas;
  • Incentivar maior interação acadêmica entre o Brasil e a Índia por meio de atividades de pesquisa e ensino conjuntas;
  • Induzir e subsidiar estudos comparados envolvendo a Índia em várias áreas do saber, contribuindo para a produção de conhecimento sobre o assunto não apenas na UFMG, mas também no estado e no país;
  • Incentivar doutorandos e mestrandos da UFMG a elaborar teses sobre temas relacionados à história, cultura, sociedade e a economia da Índia, assim como realizar trabalhos em diferentes áreas em colaboração com instituições indianas.

O Centro de Estudos Indianos busca atuar apoiando e promovendo eventos e ações relacionadas à Índia:

  • Realização de ou apoio financeiro a eventos – workshops, seminários, palestras, conferências, etc. (Chamadas, Editais, apoio direto);
  • Organização de eventos sobre a Índia e as relações Brasil-Índia;
  • Organização de exposições e mostras de cinema, música e arte sobre a Índia;
  • Publicação: Working Papers, chamadas, teses/dissertações, revistas periódicas;
  • Tradução de textos fundamentais sobre estudos indianos;
  • Construção de um acervo bibliográfico e audiovisual que possa contribuir para a pesquisa e o desenvolvimento dos estudos sobre a Índia no Brasil;
  • Manutenção de Banco de Dados (filiações);
  • Reprodução de informações sobre eventos e cursos na UFMG relacionados às áreas do CEI;
  • Manutenção do levantamento sobre as atividades de pesquisa, ensino e extensão que têm como tema a Índia, bem como os docentes e discentes envolvidos nestes projetos;
  • Divulgação das atividades dos pesquisadores do Centro;
  • Apoio acadêmico a alunos estrangeiros.

Atualmente o Centro de Estudos Indianos da UFMG adquire novo formato após sua criação em 2008. Naquele ano, o CEI surgiu como Centro de Estudos sobre a Índia, e foi oficializado a partir de um acordo assinado, em 11 de fevereiro de 2008, com a Fundação Alexandre de Gusmão (FUNAG), instituição vinculada ao Ministério das Relações Exteriores.

No âmbito da política de internacionalização da Universidade, o empenho da UFMG para sediar o CEI, já neste período, direcionava-se para a priorização das relações com países que compartilham nossa história e tradição e com os quais objetiva-se criar parcerias pautadas pelo desenvolvimento mútuo, pelo interesse comum, pela solidariedade e pelo respeito à diversidade.

Embora o CEI tenha sido criado apenas em 2008, a cooperação com a Índia se intensificou bastante na UFMG nos últimos anos, merecendo destaque às seguintes atividades:

  • Professor visitante na Escola de Ciência da Informação – 2003 – Prof. Koti S. Raghavan Indian Statistical Institute Bangalore (DRTC);
  • Missão dos professores M. Mitra (Dean Faculty of Engineering) e A. K. Bandyopadhyay (Head of Pharmaceutical Technology) à UFMG, de 24 a 28 de agosto de 2003, bem como dombaixador Amitava Tripathi, Ministro S. Swaminathani e do Cônsul Honorário da Índia Senhor Élson de Barros Gomes Júnior;
  • Acordo de cooperação UFMG – Jadavpur University – 1/8/2004 a 2/8/2009;
  • Termo Aditivo assinado entre UFMG e Jadavpur University e plano de trabalho com Farmácia – envolvidos Prof. Fernão Castro Braga, Laboratório de Fitoquímica e Biologia Farmacêutica – Profs. Pulok K. Mukherjee e T.K. Chatterjee;
  • Professor visitante Faculdade de Letras Makarand Paranjape – 2007;
  • Assinatura acordo de cooperação FUNAG-UFMG em 11/2/2008.

Artigos

Maurício Andrés Ribeiro:“Ecologizar o banco do BRICS”.
Raghuraman and Suman Kumar: “Tackling Climate Change: Bridging the Technology Divide – an Indian View (1014)“.
Rowena RobinsonIndia: Culture and society (8965)“.
Luiz Pinguelli Rosa:“India: Aspectos econômicos e tecnológicos (17474)”.
Marie-Caroline Saglio-Yatzimirsky:“India, culture and society (7026)”.
Lytton L. Guimarães: “Política externa e segurança da índia. Implicações para o fórum IBAS (6410)“.
Sumit Ganguly: “India´s foreign policy: retrospect and prospect (11264)“.
Professor T.V. Paul: “India: Strategy and foreign policy in a changing world (931)”.
Amaury Porto de Oliveira: “India: Estratégia e política externa (8801)“.
Marcus Vinícius Freitas e Juliana Baeza Burali: “Brazil – India: a roadmap to follow (2362)“.
Marcos Costa Lima: “Índia: Avanços, problemas e perspectivas (12595)“.
Leonardo Alves Vieira: “A tradição da filosofia perene e o desafio de traduzir o mundo em conceito (3621)“.
Eduardo Bestianetto e Cristiano Barros de Melo: "Genetic material from buffalo and cattle: crucial importance in the formalization of bilateral trade between India and Brazil".

Outros

Apresentações II Encontro de Estudos Indianos – 25 e 26 de junho/2015: